Por Kaio Sagaz

Com uma apresentação sem tripé, truques ou maiores efeitos tecnológicos, a comissão de frente da Imperatriz representou a “nobreza dos pássaros em cortejo para o rei e a rainha” no enredo sobre o bicentenário do Museu Nacional.

A apresentação que lembrou as áureas comissões de frente da própria Imperatriz Leopoldinense dos anos 1990, nos trabalhos memoráveis de Fábio de Mello. A ideia foi do presidente Luiz Pacheco Drumond, que sugeriu a homenagem marcante ao lendário casal Maria Helena e Chiquinho, que apareceram como grande destaque da exibição aos jurados.

– Foi uma ideia do presidente. Gostei, pois tinha tudo a ver com o nosso enredo – disse Cláudia Mota, coreógrafa do quesito.

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

8 + 1 =