Por Redação

O Ministério Público do Rio e a Liesa terão um dia decisivo nesta terça-feira, 8. É que as duas instituições marcaram uma reunião para tratar sobre a virada de mesa no Carnaval deste ano, quando o rebaixamento de Grande Rio e Império Serrano foi cancelado. De acordo com a coluna de Lauro Jardim, do Jornal O Globo, o MP propõe um Termo de Ajustamento de Conduta e estipula uma multa de R$ 1 milhão, que deve ser paga pela Liesa, caso haja novos episódios de rebaixamentos cancelados.

Ainda segundo a publicação, o promotor Rodrigo Terra diz que a proposta seria uma solução para evitar que uma ação pedindo o cancelamento da decisão da Liesa de não rebaixar nenhuma escola neste ano seja ajuizada.

Em abril, a Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa do Consumidor e do Contribuinte da Capital abriu inquérito para apurar as razões do descumprimento do regulamento do desfile das escolas de samba do Grupo Especial no Carnaval de 2018. A medida foi motivada por causa de uma denúncia de um consumidor que se sentiu lesado diante da atitude adotada pela Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (entidade responsável pelas escolas do Grupo Especial do Rio), de não rebaixar nenhuma agremiação, contrariando o regulamento.

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

15 + = 24