Por Redação

Uma das artistas mais respeitadas da história do samba, a cantora Alcione resolveu falar sobre a decisão do prefeito Marcelo Crivella de cortar metade da subvenção às escolas de samba – o valor sairia de R$ 2 milhões para R$ 1 milhão. Durante o quadro ‘Ding-Dong”, do Domingão do Faustão, da TV Globo, a Marrom aproveitou a participação na atração para opinar sobre o assunto da semana para quem curte os desfiles da Sapucaí.

Após falar sobre ter virado enredo da Mocidade Alegre, de São Paulo, no Carnaval 2018, Alcione pediu a palavra e desabafou sobre a retração da grana subvencionada às agremiações pela prefeitura, atualmente comandada por Marcelo Crivella (PRB).

– Estamos muito insatisfeitos porque o prefeito decidiu cortar metade da verba do Carnaval de todas as escolas. Nesse país, os caras roubam na Petrobras (empresa estatal (União) de economia mista), e a culpa é do samba. Os caras roubam os fundos de pensão, e a culpa é do samba. O samba já foi tão marginalizado. Espero que prefeito reveja isso e volte atrás – declarou Alcione, que recebeu os aplausos da plateia.

No “Domingão do Faustão”, Alcione criticou redução na subvenção às escolas: ‘O samba já foi tão marginalizado’ – Foto: Reprodução/TV Globo

Recentemente, a Polícia Federal anunciou a operação Greenfield, que investiga quatro fundos de pensão: Funcef (funcionários da Caixa), Petros (Petrobras), Previ (Banco do Brasil) e Postalis (Correios). A PF chegou a cumprir sete prisões. Estima-se que o volume de recursos desviados por corrupção dos cofres da Petrobras, maior estatal do país, esteja na casa de bilhões de reais. Em 2016, foi considerado o segundo maior caso de corrupção da história do mundo de acordo com a Transparência Internacional.

No último sábado, 17, sambistas decidiram ir às ruas para protestar contra a decisão de Crivella

Desfilaço! Centenas vão às ruas protestar contra corte de verba do Carnaval

‘Não votei no Crivella’, afirma Laíla na porta da prefeitura

Secretário de Crivella ironiza e sugere corte de 100% na subvenção

Corte de Crivella! ‘Assustado’, Renato Lage questiona: ‘Não apoiaram ele?’

Fé! Porta-bandeira do Salgueiro vai ao Vaticano e pede pelo Carnaval

‘Não foram as escolas que botaram a prefeitura no vermelho’, defende Neguinho da Beija-Flor

Riotur fala em crise em texto sobre o Carnaval: ‘Não existe motivo para polêmica’

Carnavalescos falam sobre corte da prefeitura: ‘Misturar administração com religião é um absurdo’

Secretária de Cultura: ‘Ninguém tá com dinheiro sobrando, nem os cofres municipais’

Carnaval de 2018 suspenso

 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

48 − = 45