Laíla
Foto: Michele Iassanori

“Marcamos uma reunião e das 62 baianas, 59 toparam. Três se manifestaram contrárias, alegando não se sentirem confortáveis. Mas o figurino ainda está em fase de testes, não tenho o martelo batido e se a repercussão for negativa demais, eu não faço”

Laíla, diretor de carnaval e geral de harmonia da Beija-Flor de Nilópolis, sobre a possibilidade de retroceder na ideia de fazer as baianas da escola desfilarem com os peitos de fora. A declaração foi para o site Carnavalesco.

———————————————————

 

Viviane Rodrigues capa
Foto: Fausto D´Império

“O pré-julgamento tá aí. Estou sendo a safada da história, mas eu sou a vítima. Eu trabalhei e recebi. Todo mundo sabe que em campanha política funciona assim. Ninguém quer saber de onde vem o dinheiro. As pessoas querem trabalhar e receber. Veio de baixo do colchão? Não sei. Eu estou trabalhando e quero receber”

Viviane Rodrigues, musa e rainha de carnaval, ao se explicar sobre a citação na operação “Abismo”, mais um desdobramento da Lava-Jato. Ela, segundo os investigadores, teria sido beneficiada com R$ 61,7 mil, recebidos em depósitos feitos por Alexandre Romano. Foram 18 repasses entre R$ 3.500 e R$ 4.200 entre 2010 e 2012. A entrevista foi feita pela Rede RBS.

———————————————————

 

Ivete-1-capa
Foto: Irapuã Jeferson

“Ela se emocionou com os figurinos. Aliás, nós dois choramos muito. Foi um momento especial”

Fábio Ricardo, carnavalesco da Grande Rio, ao descrever a visita da cantora Ivete Sangalo, que será enredo da escola de Caxias para 2017 e se emocionou com os figurinos da tricolor.

———————————————————

 

xande-capa
Foto: Site Oficial Xande de Pilares

“Às vezes a razão faz pensarmos em dar um tempo. Mas aí vem o enredo, depois a sinopse, e o coração e o amor pelo Salgueiro falam mais alto. E assim vamos nós construir um grande samba que seja digno da disputa e quem sabe de honrar as tradições do Salgueiro na Sapucaí mais uma vez. Já estamos com a obra bem avançada, em fase de ajustes para gravarmos”

Xande de Pilares, cantor e compositor, sobre a decisão de participar da disputa de samba-enredo do Salgueiro. Em maio, ele havia anunciado que estava fora da competição de obras salgueirenses. A entrevista foi dada ao site Carnavalesco.

———————————————————

 

reginaldo-gomes-001-capa
Foto: Reprodução

“Recebi algumas propostas, mas este ano quero levar para avenida essa pessoa guerreira, popular, uma rainha que saiu do meio do povo belforroxense”

Reginaldo Gomes, presidente da Inocentes de Belford Roxo, logo após acertar com Letícia Guimarães como nova rainha de bateria da escola, abrindo mão, portanto, de propostas financeiras para negociar o posto.

———————————————————

 

Paulo-Barros-e-Menezes-capa
Foto: Divulgação

“Ficando no barracão, acaba chegando gente, pedidos de entrevistas, reuniões, sempre pinta alguma coisa que desvia a atenção. Precisamos aprontar tudo o quanto antes”

Paulo Barros, carnavalesco da Portela, ao esclarecer a viagem que fará para os Estados Unidos, junto do assistente de luxo Paulo Menezes, disposto a finalizar os figurinos da azul e branco para o Carnaval 2017.

 

———————————————————

 

raphaela-capa-real
Reprodução/Facebook

“Tem aberto muitas portas, sim. Esse fator me permite, principalmente, que alguns homens ao menos me escutem, coisa que é mais difícil entre dois homens. E, ao me escutarem, posso até conseguir convencê-los do que eu quero”

Raphaela Nascimento, presidente da Tradição, ao comentar as facilidades que tem no meio do samba por ser mulher. A declaração foi dada à Revista Explosão In Samba.

 

———————————————————

 

Paulo-Barros-capa

“As pessoas me enxergam como vilão, e eu não sou vilão. Sou um vilão do bem, um vilão da paz, um vilão que é apaixonado pelo o que faz, assim como o Wagner é. É uma grande brincadeira, mas também é sério. E pra mim é super legal, vai ser um prazer participar de um desfile que eu gostaria de ter feito”

Paulo Barros, carnavalesco da Portela, ao revelar que vai encarnar um vilão no desfile da Inocentes em 2017, que está sendo preparado por Wagner Gonçalves.

———————————————————

 

misailidis-capa
Foto: Jorge Luiz Castro

“Quanto mais as comissões conseguirem se firmar na questão humana melhor elas se estruturam no conceito do que é uma comissão de frente. É importante que a gente valorize mais a questão humana”

Marcelo Misailidis, coreógrafo da Beija-Flor de Nilópolis, ao opinar sobre uma possível tendência de diminuição dos tripés, que funcionam como elementos de cenografia para as comissões de frente do Grupo Especial.

———————————————————