Por Redação

Foi no último sábado, 25, que a rainha de bateria da Imperatriz, Flávia Lyra, mudou o estado civil e virou a senhora Ferreira. A realeza se casou com o colega de farda, o capitão dos Bombeiros Fernando Ferreira, de 32 anos, que ela conheceu quando entrou na Corporação, em 2010. Pra deixar os apaixonados mais à vontade, a cerimônia – para 300 pessoas e organizada pelo cerimonialista Corintho Rodrigues – teve toda a ambientação militar. O casamento, claro, foi na Vila Militar, em Deodoro, Zona Oeste do Rio, na Igreja de São Sebastião. A festa foi no Golden Palace, em Vila Valqueire.

Durante a cerimônia, com honras militares, os oficiais convidados formaram uma ala na porta da igreja, respeitando a ordem do mais graduado ao menos e cruzaram suas espadas para que os noivos passassem por baixo dessa alameda – protegidos, simbolicamente por essa amizade e aparato, formando um teto de aço.

Com a saída – anunciada antes mesmo do último carnaval – de Chris Vianna da bateria da Imperatriz, Flávia Lyra ganhou a chance em junho. Moradora de Olaria, bairro vizinho de Ramos, onde fica a sede da verde e branco, ela já desfilava na escola de samba há quatro anos como musa.

Militar e fisiculturista, a nova rainha de bateria da Imperatriz tem passagens por outras escolas como Salgueiro e Acadêmicos do Engenho da Rainha. Além de tenente do Corpo de Bombeiros, Flávia estuda direito. A notícia de que viraria rainha, ainda em junho, foi recebida com naturalidade pelo noivo.

 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

− 2 = 2