Ele brinca! Mangueira encanta, e carnavalesco alfineta: ‘Acho que o prefeito entendeu’

Por Luiz Felippe Reis

Quando o carnavalesco Leandro Vieira criou o enredo “Com dinheiro ou sem dinheiro, eu brinco”, ele assumiu a postura de um carnaval crítico que não se via faz tempo na festa. Diante do corte de 50% na verba da prefeitura, a verde e rosa não se furtou do discurso de combate às restrições impostas pela administração do líder político, que é bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus.

Com humor ácido e crítica aguçada, Leandro Vieira brincou de criar, e a Mangueira despontou no Domingo de Carnaval, encantando a Avenida. Ao fim de tudo, na Apoteose, o artista comemorou o sucesso inquestionável.

Prefeito do Rio, Crivella foi feito de judas no carnaval da Mangueira – Foto: Michele Iassanori

– Satisfação é 100%. Não é questão de grana, é questão de poder fazer tudo que se quer fazer, dizer o que quer dizer,  da maneira que quiser brincar. O presidente me deu carta branca pra fazer o que eu quisesse. Quando eu pensei nesse desfile, eu pensei numa farra, pra mim carnaval é uma farra. E é uma farra como desforra, acho que o prefeito entendeu – disse Leandro.

A Mangueira foi a sexta a desfilar.