Coreógrafos da Mocidade, Jorge e Saulo dividem bela casa na Tijuca

Por Kaio Sagaz

Coreógrafos da comissão de frente da Mocidade Independente de Padre Miguel, Jorge Texeira e Saulo Finelon abriram as portas da casa onde moram, na Tijuca, Zona Norte do Rio de Janeiro, e revelaram um pouco da intimidade da dupla.

Coreógrafos da comissão de frente da Mocidade, Saulo e Jorge vivem juntos na Tijuca, Zona Norte do Rio - Foto: Irapuã Jeferson
Coreógrafos da comissão de frente da Mocidade, Saulo e Jorge vivem juntos na Tijuca, Zona Norte do Rio – Foto: Irapuã Jeferson

Assim que a equipe do Sambarazzo chegou, foi recebida por um vizinho, Seu Joaquim, que tratou de encher os dois de elogios:

– Gosto muito deles! Não incomodam ninguém, não fazem barulho. São muito discretos. Pra mim, são os vizinhos ideais.

Seu Joaquim está coberto de razão. Enquanto Saulo fazia as honras da casa, apresentando tranquilamente cada espaço do lugar, que há dois anos vem passando por reformas, Jorge não saía da cozinha, onde preparava um delicioso macarrão, com picadinho de frango ao molho de vinho branco. O tempero caprichado do coreógrafo, que é professor de Belas Artes e diretor da Cia. Brasileira de Ballet (Ourinhos, SP), só perde para o de Dona Carminha, mãe de Saulo, que também vive na casa.

– Costumo acompanhar todos esses programas de culinária da TV. Quando posso, faço algumas receitas, gosto de cozinhar para os amigos – contou Jorge.

A cozinha é o lugar preferido da casa

O espaço gourmet, aliás, é o ambiente predileto do lar dos coreógrafos.

Jorge Texeira e Saulo Finelon receberam o Sambarazzo para a seção "Lá em casa" - Foto: Irapuã Jeferson
Jorge Texeira e Saulo Finelon receberam o Sambarazzo para a seção “Lá em casa” – Foto: Irapuã Jeferson

– Temos uma cozinha aberta, que dá um charme a mais. Sempre oferecemos almoços e jantares com carinho para as nossas visitas – disse Saulo, que além de coreografar a comissão da Mocidade dá expediente como bailarino do Teatro Municipal do Rio.

Depois da cozinha, Jorge e Saulo, que são casados, passam a maior parte do tempo na sala de TV. É onde descansam em confortáveis pufes e param para assistir a filmes e a vídeos de dança e carnavais antigos.

Decorada com muitos objetos comprados em viagens que a dupla fez pelo Brasil e no exterior, a confortável casa, de três quartos, salas de estar, de jantar e de TV, cozinha, três banheiros, área de serviço, quintal e extensa varanda, reúne muito da história de união de Jorge e Saulo, que se conheceram há 20 anos.

– Conheci o Jorge na Ilha do Governador. Ele era meu professor de balé. Fomos nos aproximando através dos ensaios, começamos a frequentar um a casa do outro para conversar e ver filmes. Depois de cinco anos de relacionamento, resolvemos morar juntos. As famílias sempre apoiaram, sem qualquer objeção – afirmou Saulo.

Casados há 15 anos, Jorge e Saulo querem adotar uma criança

No quarto do casal, alguns objetos especiais se destacam. Sobre a cama, um ursinho de pelúcia que Jorge deu de presente para Saulo no início da relação. Na escrivaninha ao lado da cama, um conjunto de lupas.

Na sala de vídeo, a dupla assiste imagens do desfile da Mocidade - Foto: Irapuã Jeferson
Na sala de vídeo, a dupla assiste imagens do desfile da Mocidade – Foto: Irapuã Jeferson

– Elas servem pra ler bulas de remédio e até livros. Tem muita coisa escrita com letra pequena demais. Não vivo sem elas – comentou Jorge.

O quarto tem TV, uma confortável poltrona onde Jorge faz suas leituras e a cama de Fokine, o cachorro que é o xodó da família. Muito paparicado, o bicho deve passar em breve a dividir as atenções da casa. É que Jorge e Saulo planejam adotar uma criança.

– Vai ser o meu presente de 50 anos. Estamos procurando crianças que tenham a ver com a gente, principalmente se já forem mais velhas que dois anos. Nessa idade, é mais difícil conseguir alguém pra adotar, então daremos preferência às crianças um pouco mais crescidas – explicou Jorge.

Família completa: Jorge posa com Dona Carminha, mãe de Saulo, Saulo e Fokine, o xodó da casa - Foto: Irapuã Jeferson
Família completa: Jorge posa com Dona Carminha, mãe de Saulo, Saulo e Fokine, o xodó da casa – Foto: Irapuã Jeferson

Decoração da casa foi planejada pela internet

Como Jorge passa muito tempo longe de casa para se dedicar aos trabalhos com a companhia que dirige em Ourinhos, no interior de São Paulo, a decoração da casa foi toda discutida com Saulo pela internet.

– Como eu viajo muito para São Paulo e o Saulo fica mais no Rio, antes de comprar qualquer coisa ele me mostra via bate-papo, e eu a mesma coisa. Os objetos são adquiridos sempre com algum significado. Nossa casa é montada com um pouquinho de cada cidade que passamos. Tem um vaso de plantas, que temos no lavabo, que comprei no Peru, levei para Miami (EUA) na mão, e hoje está aqui – contou.

Os coreógrafos estão adorando viver na Tijuca

Antes de morar na Tijuca, os coreógrafos viviam em Macaé, a 180 quilômetros da capital do Rio.

– Estamos nessa casa na Tijuca há dois anos, e ainda estamos reformando. Adoro o bairro, tem tudo por perto, padaria, banco, mercadinho, posto de gasolina, metrô… Estamos bem acomodados aqui. Na maioria dos fins de semana de folga, viajamos para a casa da minha mãe, em Teresópolis. Lá é um paraíso, adoro o clima e a calma da cidade – frisou Jorge.

Antes de deixar as dependências da casa da dupla de coreógrafos, a equipe do Sambarazzo ainda foi contemplada com uma suculenta surpresa. Dona Carminha havia preparado uma sopa de couve com batata baroa. A matriarca da casa, aliás, não cansa de mimar Jorge e Saulo. Sentar à mesa de café é até legal, mas isso é pros fracos. Dona Carminha prepara os quitutes matinais e leva na cama para Jorge e Saulo. É muita mordomia…

Veja mais fotos da casa de Jorge e Saulo!