Lado B! Neta de Martinho, porta-bandeira canta com a tia, Mart’nália

O Carnaval deste ano será o segundo em que Dandara Ventapane defenderá o primeiro pavilhão da Unidos de Vila Isabel na Sapucaí. A porta-bandeira da azul e branco tem correndo nas veias os laços com a escola e também com a música, por ser neta de Martinho da Vila. A família de músicos sempre fez com que a jovem dançarina também tivesse uma rotina bastante ligada ao universo artístico.

Hoje cantora, a dançarina integra a banda da tia Mart’nália, e solta a voz com a irmã do compositor Tunico da Vila, papel que vem ganhando cada vez mais confiança para desempenhar, mostrando que o autor de sucessos como “Devagar, Devagarinho” é mesmo dono de um celeiro de bambas.

Porta-bandeira da Vila faz parte da equipe de cantoras da banda de Mart'nália | Foto: Reprodução Facebook
Porta-bandeira da Vila Isabel, Dandara é cantora da banda da tia, Mart’nália | Foto: Reprodução Facebook

Aos 24 anos, Dandara sabe bem como é a responsabilidade de conduzir duas grandes funções profissionais. Ao lado de Phelipe Lemos, mestre-sala da azul e branco, ela deixa a timidez que sempre a acompanhou de lado para encarar os desafios na Avenida e dos palcos.

– Nunca houve nada forçado em minha vida. Eu era bailarina, eles me deram a oportunidade de dançar e, ao mesmo tempo, de cantar. Nunca cantava nas festas de família, sempre fui envergonhada. Quando aceitei o desafio e vi que tinha gostado, fui estudar canto. O incentivo lá em casa é sempre para fazer bem o que decidirmos fazer em nossas vidas – conta Dandara.

Convite para integrar a banda da tia surgiu, inicialmente, como uma participação especial para dançar num show | Foto: Reprodução Facebook
Convite para integrar a banda da tia surgiu, inicialmente, como uma participação especial para dançar num show | Foto: Reprodução Facebook

Dandara começou a cantar em 2008 e em pouco tempo de ação já recebeu um convite mais que especial de Mart’nália.

– Ela ia lançar o show do CD ‘Madrugada’ e queria alguém pra dançar uma música no show. Sempre fui aos ensaios acompanhando minha mãe (a cantora Analimar) e num dos primeiros ensaios ela perguntou se eu topava dançar. Aceitei na hora e no ensaio seguinte, prrguntou se eu não queria tentar fazer vocal. Mais uma vez aceitei. Ensaiei durante uma semana, com muita ajuda da minha mãe, e fui para o palco do Vivo Rio fazer essa dupla estreia – lembra.

Tudo em casa! Além da tia, Dandara também canta ao lado da mãe Analimar | Foto: Reprodução Facebook
Tudo em casa! Além da tia, Dandara também canta ao lado da mãe, Analimar | Foto: Reprodução Facebook

Avô Martinho é a maior inspiração

Casada com um músico, a porta-bandeira não foge à tradição familiar e admite que tem o avô como sua maior inspiração.

– Aprendi com todos. Lá em casa é tudo na convivência, então aprendi mais com minha mãe e minha tia Mart’nália, que estão sempre ao meu lado, em seguida com meus tios Juliana, Tunico, Martinho Antônio e Maíra. Agora morando com o Pedro, músico e cantor com quem estou junto há cinco anos, fico ainda mais próxima da música. Meu avô é a maior referência, estar ao lado dele é sempre um aprendizado – completa a cantora, que não pretende apostar em carreira solo no mundo da música.

Família é grande inspiração para Dandara na música; Na foto, a tia Maíra e a mãe Analimar cantam ao lado da primeira porta-bandeira da Vila | Foto: Reprodução Facebook
Família é grande inspiração para Dandara na música. Na foto, a tia Maíra e a mãe Analimar cantam ao lado da primeira porta-bandeira da Vila | Foto: Reprodução Facebook

A rotina de ensaios na Vila Isabel, a correria com os shows por todo o Brasil… É difícil ver Dandara conseguir tirar um dia de folga, ainda mais com a proximidade do Carnaval. Na verdade, os diversos compromissos não incomodam a cantora e dançarina, que já está totalmente acostumada a preparar uma agenda com bastante antecedência para não prejudicar nenhum dos lados profissionais.

– Existem momentos de prioridades, sempre trabalhei assim, mesmo antes de ser porta-bandeira. Nos três meses que antecedem o Carnaval, a prioridade máxima é como porta- bandeira. Deixo de fazer alguns os shows para estar presente na escola, procuro combinar tudo com a maior antecedência possível, puxo menos matérias na faculdade por conta dos ensaios. Vou conversando com ambas as partes e mantendo o foco no trabalho e na saúde sempre – conclui Dandara.

Carnaval 2016 será o segundo de Dandara como primeira porta-bandeira da Vila, o primeiro ao lado de Phelipe Lemos | Foto: Felipe Araújo
Carnaval 2016 será o segundo de Dandara como primeira porta-bandeira da Vila, o primeiro ao lado do mestre-sala Phelipe Lemos | Foto: Felipe Araújo

Por Rafael Arantes