Lei Seca na Sapucaí! Motoristas de alegorias farão teste de bafômetro

Por Roberta Costa

Agentes da Lei Seca vão participar, pelo segundo ano consecutivo, de uma operação especial no Sambódromo do Rio. A medida, que já foi implantada em 2018, é preventiva e em caráter de segurança aos componentes das escolas de samba e profissionais que transitarem pela pista de desfiles, além do público das frisas e arquibancadas.

Blitz, documentos! No Carnaval 2018, agentes da Lei Seca já haviam atuado nos desfiles da Série A e do Grupo Especial do Rio | Foto: Sambarazzo

Meia hora antes de cada agremiação entrar na Avenida será realizado teste de bafômetro com os motoristas das alegorias.

Ano passado, por exemplo, todos os condutores de carros alegóricos da Alegria da Zona Sul (da Série A) passaram no teste. Porém, um deles foi proibido de dirigir por estar com a carteira de habilitação (CNH) vencida.

A blitz em plena Passarela do Samba passou a acontecer após acidente com uma alegoria desgovernada da Paraíso do Tuiuti (Carnaval 2017), que vitimou 19 pessoas, entre elas a radialista Liza Carioca, que morreu em virtude do atropelamento.

A operação na Sapucaí passou a acontecer após acidente no Carnaval 2017, que fez várias vítimas, uma delas fatal, a radialista Liza Carioca | Foto: Michele Iassanori/Sambarazzo

Segundo a assessoria de imprensa da Operação Lei Seca, ainda não está definida a quantidade de agentes que atuarão na Marquês de Sapucaí este ano. Mas os trabalhos serão realizados em todos os dias de desfiles da Série A e do Grupo Especial.