Luz no fim do túnel? Governador interino e prefeito do Rio tentam a Light pra bancar desfiles na Sapucaí

Por Redação

A exatos dois meses para os desfiles na Marquês de Sapucaí, há literalmente luz no fim do túnel para o Carnaval carioca. E quem acende a esperança para as escolas de samba da festa mais popular do mundo é a Light, uma das principais empresas de geração e distribuição de energia elétrica do estado do Rio de Janeiro.

Crise! Faltando dois meses para os desfiles da Sapucaí, autoridades do Rio tentam financiamento junto à iniciativa privada – Foto: Raphael David/Riotur

A articulação de patrocínio é liderada, conforme noticiou o colunista Ancelmo Gois em O Globo desta sexta-feira, 28, pelo governador interino Francisco Dornelles (PP) e pelo prefeito Marcelo Crivella (PRB). Ao Sambarazzo, a comunicação da prefeitura do Rio confirma a negociação:

– O prefeito sempre diz isso: ‘Nem eu nem o Dornelles (Francisco) somos os maiores foliões. Mas estamos lutando’. Nossos antecessores tinham dinheiro. Jorrava dinheiro do governo federal, que falava com a Petrobras pra apoiar, tinha os royalties de petróleo… Esse cenário de fartura não existe mais. Ele (Crivella) diz que não é contra o Carnaval, mas diz que ninguém vai encontrar com ele pulando carnaval.

Ainda segundo a assessoria de imprensa do prefeito, Marcelo Crivella reconhece a relevância do evento para a economia e para a cultura da cidade, no entanto ressalta que a falta de transparência por parte da Liga Independente das Escolas de Samba é um dilema.

– Houve a reunião e vão levar para o comitê de administração da Light avaliar a possibilidade. Eles estão se esforçando para tornar isso uma realidade. Mas a situação é complicada diante da falta de compliance, leia-se transparência. A liga precisa se adaptar. Todas as empresas têm obrigatoriedade de avaliar os riscos, esse é o maior impeditivo. A Uber saiu por este motivo. Ontem, o prefeito teve uma reunião com diretores da Light para substituir a Uber. Ele (Crivella) já tentou Guanabara e a Ambev, que não pode patrocinar porque a Itaipava já está no carnaval – detalhou a assessoria de imprensa.

Na reunião das autoridades com a Light não ficou estabelecido um prazo para resposta da proposta apresentada. A comunicação da prefeitura também não falou em valores do patrocínio solicitado por governo e município.

Liesa diz que escolas só receberam verba da TV Globo e parcela de venda de ingressos

Em coletiva de imprensa realizada dia 19 de dezembro, o presidente da Liga Independente das Escolas de Samba, Jorge Castanheira, deu aos jornalistas um panorama do cenário crítico no aspecto financeiro em que se encontram as escolas de samba do Rio. Segundo o dirigente, cada agremiação recebeu até aqui R$ 2,2 milhões, quantia referente ao pagamento da TV Globo (detentora dos direitos de transmissão dos desfiles) e à primeira parcela repassada pela Liesa às escolas, proveniente das vendas de ingressos para o Carnaval 2019.

Leia também!

A 70 dias do Carnaval, escolas não têm verba da prefeitura e Liesa insiste em reunião com Crivella