Mão amiga! Vila Isabel doa materiais para escolas do Grupo de Acesso

Por Redação

O drama vivido pelas escolas da Série A, e também de outros Grupos de Acesso, talvez fosse pior sem a ajuda de agremiações do Grupo Especial. A Vila Isabel, por exemplo, doou parte de esculturas e material de confecção e adereços do último desfile para algumas delas.

Moisés acha importante ajudar escolas de samba dos Grupos de Acesso: “Passam muita dificuldade” – Foto: Eduardo Hollanda/Divulgação

Integrante da comissão de carnaval da azul e branco, Moisés Carvalho revelou ao Sambarazzo que Cubango, Renascer de Jacarepaguá, Porto da Pedra, que sofreu um incêndio recentemente, Acadêmicos do Sossego, Unidos de Bangu, União do Parque Curicica (Série B), Unidos de Lucas (Série B), entre outras, já receberam ajuda da Vila para o Carnaval 2019.

– Essa iniciativa partiu do nosso presidente (Fernando Fernandes). Estamos fazendo essas doações até para escolas da Série D. Acho importante demais fazermos isso. Essas escolas passam por problemas financeiros, têm dificuldade pra captar recursos, a subvenção demora. Acaba que nossa ajuda serve como um pontapé para esses desfiles – argumenta Moisés.

Adereços, ferragens e alegorias fazem parte do material doado pela azul e branco – Foto: Eduardo Hollanda/Divulgação

Sem estimar um valor, o diretor da Vila assegurou ainda que as doações fazem com que as agremiações consigam economizar no custo total do desfile, além de poderem apresentar um espetáculo de alto nível.

– Representa uma economia muito grande. Eles economizam na escultura que não vão precisar fazer. Tem a economia na ferragem também, em alguns casos. Por isso é importante essa troca, essa doação – conta.

Vila apresenta protótipos

No próximo dia 18, a escola do bairro de Noel Rosa apresentará as criações do carnavalesco Edson Pereira para o enredo “Em nome do Pai, do Filho e dos Santos, a Vila canta a Cidade de Pedro”, sobre a cidade de Petrópolis. O evento será apenas para os componentes da escola.

Carnavalesco Edson Pereira mostra uma das criações para o Carnaval 2019 – Foto: Eduardo Hollanda/Divulgação

Moisés ressaltou que a agremiação já está na fase de reprodução dos protótipos, sendo assim, estando adiantada para o desfile do ano que vem. Isso, de acordo com o diretor, acaba gerando uma economia de cerca de 30% no orçamento.

– Como escolhemos o enredo muito cedo, conseguimos nos adiantar. Já estamos fazendo a reprodução das fantasias, já estamos nas ferragens de algumas alegorias, madeirando outras. Começando cedo, conseguimos material mais barato, mão de obra mais barata – detalha Moisés.

*Foto de capa: Eduardo Hollanda / Divulgação