‘Me dá um dinheiro aí’ é o enredo da Imperatriz Leopoldinense

Por Redação

A Imperatriz Leopoldinense usou a noite de sexta-feira, 23, pra ser uma espécie de marco zero rumo ao Carnaval 2019. É que a escola escolheu os carnavalescos pra nova temporada: Mário Monteiro e Kaká Monteiro. E, de quebra, definiu o enredo que vai embalar o desfile do ano que vem: ‘Me dá um dinheiro aí’ é o título.

A narrativa vai contar a história do dinheiro, vai tratar da relação do homem com a grana e promete deixar uma mensagem crítica, bem-humorada e pra lá de atual sobre a ambição, levando pra Sapucaí até uma cutucada na política brasileira

– A gente vai mostrar desde o nascimento do dinheiro e como o homem se relaciona com o dinheiro, a ambição do ser humano. O dinheiro é o que move muitas relações, e às vezes é mal utilizado, mal aplicado. Tem crítica, tem humor. Vou fazer bem em cima da cenografia, que é a minha expertise. Eu mesmo vou desenvolver o enredo todo, já penso nas alegorias e fantasias, prefiro – explicou Mário Monteiro, que volta à Imperatriz depois de cinco anos.

Em 2013, com um enredo falando sobre o estado do Pará, o artista fez parceria com Cahê Rodrigues. A escola ficou em 4° lugar, melhor posição da Imperatriz nos últimos 16 anos. De volta ao Carnaval, o cenógrafo festeja a nova chance na festa e celebra o atual momento do espetáculo, em que as escolas, diante das retrações financeiras recentes, parecem priorizar a criatividade e atualidade nas propostas de enredo:

– Tô emocionado, tava a fim de fazer carnaval de novo mesmo. Já recebi convites do Luizinho (presidente da Imperatriz, Luiz Pacheco Drumond) e agora resolvi aceitar. O Carnaval cresceu muito, mas temos uma crise mundial. As empresas do mundo todo adotam algumas restrições. Na TV, a gente tem priorizado mais a criatividade mesmo, e no Carnaval é assim. Isso obrigou os carnavalescos a ficarem mais criativos. Quando tem muito dinheiro, acaba esbanjando e ficar over. As escolas estão focando nas propostas, isso é uma boa oportunidade, por isso esse nosso enredo. Eu confio nisso.

Cenógrafo da TV Globo, Mário Monteiro vai montar uma boa equipe de base pra ter tranquilidade na conciliação dos trabalhos na emissora carioca e na escola de samba.

– Eu organizo o trabalho de uma forma que não dependa da minha presença diária. Quando eu não estiver, a Kaká vai. Vou sempre fiscalizar – finalizou o artista.

A Imperatriz foi a primeira escola de samba do Grupo Especial a definir enredo para o Carnaval 2019.