Mesmo solidária ao incêndio no CT do Flamengo, Liesa mantém ensaios: ‘Impossível cancelar’

Por Redação

Uma recomendação da Empresa Pública de Turismo do Rio (Riotur) para que os ensaios técnicos da Marquês de Sapucaí fossem cancelados neste domingo, 10, não será cumprida pela Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa). Ao Sambarazzo, o presidente Jorge Castanheira explicou que o motivo do pedido foi o incêndio no centro de treinamento do Flamengo, em que 10 pessoas morreram na madrugada desta sexta, 8. Além disso, o Rio perdeu outros seis moradores durante o forte temporal de quarta, 6.

Os ensaios técnicos na Marquês de Sapucaí estão confirmados para começar neste domingo, 10 | Foto: Riotur

Apesar de demonstrar respeito às vítimas, segundo Castanheira, as agremiações não têm como abrir mão dos treinos no Sambódromo. Eles não ocorreram na última temporada e, agora, após muito esforço, finalmente poderão ser viabilizados novamente (o apoio da Light, nova patrocinadora do Carnaval, tornou isso possível). Desta forma, as apresentações de Vila Isabel, Mocidade e Unidos da Tijuca estão confirmadas e começarão às 20h.

— A gente gostaria de não ter que realizar neste domingo, mas depois de tanto esforço só poder fazer ensaio de 11 escolas de samba, não teria como. Infelizmente, não temos como cancelar. Claro que estamos solidários às vítimas, assim como todos os órgãos públicos. Mas não teríamos mais datas disponíveis para as 14 escolas — afirma Castanheira.

Até o momento, os únicos eventos do mundo do samba cancelados em solidariedade às vítimas do Ninho do Urubu são os ensaios que a Mocidade e a Beija-Flor fariam, respectivamente, no sábado e no domingo. A verde e branco abriria as portas de sua quadra, enquanto a azul e branco faria o treino na Avenida Atlântica, em Copacabana.