Mestre de bateria perde 20kg e planeja volta ao Carnaval: ‘Ninguém quer ficar de fora’

Por Redação

Sem escola para a próxima temporada, após quatro anos comandando a bateria da Grande Rio (2015-2018), Thiago Diogo conversou com o Sambarazzo e afirmou que está usando o tempo longe dos frequentes ensaios de bateria para se dedicar a projetos pessoais. Um deles é visível. O mestre perdeu 20 kg em três meses.

Mestre de bateria anda exibindo o novo ‘shape’ em fotos nas redes sociais – Fotos: Reprodução Facebook

Ele explicou que resolveu entrar “na medida certa” depois de problemas de saúde. Por isso, tem batido ponto todos os dias na academia.

– Não foi uma questão estética. Foi saúde mesmo. Minha pressão arterial, dormindo, estava em 17, 16 (considerada alta). A médica disse que ou emagrecia por conta própria ou operava. Não quis operar, por achar muito agressivo. O resultado taí (risos). Não piso numa balança desde que atingi os 136 kg. Hoje, devo ter uns cento e pouco  – brincou, exibindo a nova silhueta.

Thiago Diogo está com projetos de percussão e aulas motivacionais, enquanto não volta para o Carnaval – Foto: Arquivo

Além da fase fitness, Thiago Diogo tem dado workshops de percussão e palestras motivacionais. O profissional destaca que, mesmo sem emprego no carnaval, o trabalho na festa continua.

– Gravei a base do CD da Série A. Tenho um projeto com o Emerson (Dias, atual intérprete do Salgueiro). Tenho um monte de projetos correndo pra lá e pra cá. Em abril, vamos dar aulas no México. Estou tocando a minha vida. Ano que vem, estarei na Avenida pra ajudar alguns amigos – declarou o mestre.

Convites surgiram, mas algum amigo ia perder o emprego”

Dispensado da tricolor de Duque de Caxias em março, logo após o Carnaval, Thiago Diogo contou que chegou a receber convites para assumir o comando de outra bateria. O profissional, entretanto, afirma ter recusado as investidas porque tiraria o lugar de outro mestre.

Profissional quer voltar para o Carnaval em 2020, mas aguarda convites – Foto: Arquivo

– Algum amigo meu ia perder o emprego pra que eu tivesse. Sempre fui um cara que preserva a amizade. Eu tenho o meu caráter, minha palavra, não ia transferir o meu problema pra um amigo. Não me arrependo de ter recusado. Arrependido eu estaria se tivesse derrubado algum amigo. Não vou mudar meus valores por causa de convite, de dinheiro – afirmou.

Já para 2020, Thiago Diogo pretende voltar a comandar ritmistas na Avenida: – Eu quero voltar em 2020. Ninguém quer ficar de fora. Vou esperar o contato de alguém, de maneira limpa, clara. O Thiago Diogo não faz trabalho sozinho. Não posso desapontar quem está comigo – prometeu.

*Foto de capa: Reprodução Facebook