Por Redação

Sob as bênçãos de Tia Surica, pastora da Velha Guarda, e da carnavalesca Rosa Magalhães, a Portela apresentou nesta quinta, 13, a nova logomarca oficial da escola. A imagem exibe, é claro, uma águia que carrega uma fita com 22 estrelas, número de títulos conquistados pela azul e branco.

A nova logo vai ser utilizada em produtos comercializados pela agremiação, no novo site lançado nesta quinta-feira, 13, e nas redes sociais, mas não será incluída na bandeira conduzida pela Sapucaí. A mudança foi aprovada com aprovação dos membros do Conselho Deliberativo e dos segmentos da Portela.

— Da primeira vez que vi (a logomarca), me surpreendi um pouco. Mas na segunda comecei a gostar. Esse projeto começou há um ano, quando contratamos especialistas em branding para elaborar a marca. E o processo foi democrático, não teve nada imposto — disse o presidente Luis Carlos Magalhães durante o lançamento do emblema no barracão da escola na Cidade do Samba, na Zona Portuária do Rio.

Direção da Portela apresentou nova logomarca oficial em evento no barracão da Cidade do Samba. Participaram os representantes do departamento de Marketing e da empresa Saravah (responsável pela novidade), o presidente Luis Carlos Magalhães, a pastora Velha Guarda Tia Surica e a carnavalesca Rosa Magalhães | Fotos: Sambarazzo

Escola quer combater pirataria

Segundo um dos representantes do Marketing portelense, Paulo Renato Vaz, um dos objetivos da logomarca divulgada é garantir que os produtos oficiais ganhem a preferência de quem compra e, assim, lucros sejam revertidos para o desenvolvimento do desfile.

— Nosso jurídico está atento e estamos fazendo uma varredura em lojas online e nos camelôs. A intenção é reduzir drasticamente a pirataria — explicou o dirigente.

Nova logomarca da Portela demorou um ano para ser desenvolvida e será utilizada em produtos comerciais e nos veículos de comunicação institucional da escola. O pavilhão seguirá com a logo antiga | Fotos: Reprodução/Facebook e Divulgação/Leo Cordeiro

Para Cristiano Mansur, diretor executivo da Saravah, empresa contratada pela Portela para elaborar o símbolo, a criação dialoga com a imagem que as pessoas têm sobre a escola de Oswaldo Cruz e de Madureira.

— É mais do que uma logo. É um universo de referências que dão a certeza de que é a escola que está falando com as pessoas. A marca diz respeito ao que vão pensar quando ouvirem a palavra Portela — afirmou o profissional.

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

2 + 6 =