Por Redação

O Império Serrano já estava com o time montadinho pro Carnaval 2019, mas apareceu a Mangueira querendo – e levando – o intérprete Marquinhos Art’Samba, desfalcando o carro de som imperiano. A primeira investida foi em Bruno Ribas, experiente cantor, bicampeão no Rio pela Unidos da Tijuca e que atua na Tom Maior, de São Paulo. Uma reunião na última segunda-feira, 26, poderia selar o acordo, mas acabou mesmo separando o puxador da verde e branco.

Em conversa com o Sambarazzo, a presidente do Império, Vera Lúcia, admitiu que a negociação não rolou bons frutos, e Ribas não faz mais parte dos planos da escola de samba nove vezes campeã da festa:

– Posso garantir que não vai ser o Bruno Ribas. Ele está fora, não fechamos com ninguém ainda. Continuamos trabalhando pra achar um cantor, mas não será o Bruno – disse a dirigente.

O que inviabilizou o negócio, segundo fontes da escola, foi a coincidência de datas dos ensaios entre Império e Tom Maior. E, entre uma e outra, Ribas escolheu a agremiação paulistana, onde trabalha há dois anos.

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

67 − 57 =