Nota 10! Cantor da Viradouro escreve carta para Carrefour após morte brutal de cãozinho

Por Redação

Intérprete da Unidos do Viradouro, Zé Paulo Sierra é um dos milhões de brasileiros que assinaram a petição para cobrar que a rede de supermercados Carrefour e a Justiça tomem providências contra o segurança da unidade de Osasco, em São Paulo, que na quarta-feira passada, 28, agrediu e matou um cachorro abandonado no estacionamento da loja.

O caso do bichinho, que ficou conhecido como “Manchinha”, tocou o cantor da vermelho e branco de Niterói,  que tem dois cães em casa e sempre procura defender causas ligadas aos direitos dos animais.

Manchinha foi abandonado no estacionamento de um supermercado da rede Carrefour em Osasco (SP) e acabou morto por um segurança: agredido e, depois, envenenado | Foto: Reprodução/Facebook

Para tentar fazer a diferença, Zé entrou na corrente iniciada por artistas como Tatá Werneck, Bruna Marquezine e Giovanna Ewbank e cobrou, através das redes sociais, uma atitude expressiva de retratação pela perda da vida do cãozinho. No papo com o Sambarazzo, ele contou que escreveu uma carta à empresa (confira a íntegra no fim desta matéria) e demonstrou desejo de contar com outros sambistas na campanha, para que o episódio não passe em branco.

— É importante não deixarmos a poeira baixar, como sempre acontece nesse país: as coisas caem no esquecimento. Eles deveriam, no mínimo, prestar serviços a ONGs e instituições que tanto precisam. O Carrefour não deu uma resposta concreta e as pessoas deveriam sofrer punições terríveis por conta desses casos de maus tratos. O vídeo (em que Manchinha aparece antes e depois de sofrer as agressões) é tenebroso. Eu, como sambista e como um cara que ajuda a formar opinião no meio em que trabalho, me sinto na obrigação de falar sobre isso — disse o músico nesta quarta, 5.

Zé Paulo, da Viradouro, sempre dá show de consciência quando o assunto são os animais: ele ajuda a resgatar cachorros nas ruas e a arranjar novos lares para eles | Foto: Arquivo pessoal

Para Zé, maus tratos são falha de caráter

Herói dos seres de quatro patas que encontra abandonados nas ruas — ele já contou histórias incríveis sobre os resgastes dos quais participou — Zé Paulo acredita que o comportamento do profissional envolvido na morte de Manchinha é motivo de alerta para a maneira como ele convive em sociedade.

— Eu sei que é um cachorro, e pode parecer que é ‘só um cachorro’, coisa pequena, mas quem tem a capacidade de fazer isso com um bichinho, imagina o que pode fazer com outros seres. O caráter se mede pelas coisas que você faz, por menores que elas possam parecer — declarou o dono do microfone oficial da Viradouro.

Após ter enviado o texto para o Carrefour através do Facebook e do Instagram, Zé Paulo recebeu uma resposta automática em que o mercado reitera a nota oficial divulgada anteriormente à imprensa e explica que “aguarda que as autoridades concluam as investigações” e que está “inteiramente comprometido em dar uma resposta a todos”.

Confira a carta enviada por Zé Paulo ao Carrefour!

“Prezados (se é que posso chamá-los assim),

Como um pai explica a seu filho que o mercado em que ele faz a suas compras (iogurte, leite, bolinho, chocolate, sorvete, etc) e leva sua cria, assassina um cachorro? Como fazer uma criança entender que vocês, com conivência, deixaram ceifar uma vida? E por um motivo tão banal! “Visita de ilustres”. Mais uma vez eu pergunto: como o filho ou filhos dos seguranças e dos envolvidos vão olhar para seus pais? Eles certamente serão demitidos por vocês e os filhos vão perguntar ‘Por que papai?’. Que vergonha e que sujeira vocês fizeram. Isso é pro resto da vida , isso é o maior castigo que terão.

Você que irá ler ou responder essa mensagem, você também está envolvido nessa lama, nem que seja por mentir ou se omitir na resposta. O Carrefour está perdendo a grande oportunidade de, num país tão imundo como o nosso, fazer algo diferente. Vir a público assumir sua responsabilidade, ajudar no processo claramente, repudiar, buscar parceria com instituições e ONGs e ajudá-los de forma vitalícia.

Nenhum de vocês tem um animal em casa? Seus filhos, parentes e cônjuges, não estão tristes e revoltados com essa barbárie? Você que vai me responder não está chocado com tudo isso? Não vou generalizar, mas olha o nível de pessoas que são do seu vínculo empregatício. É deprimente, né? Eu me sentiria um lixo!

Sei que você que responde não tem poder pra nada e nenhuma decisão dentro dessa empresa. Porém, tente junto a quem você conheça do alto escalão e peça . Venham a público de forma mais clara, convoquem um coletiva e deem respostas sinceras à população. Sem demagogia, assumam o erro. Isso não é feio. Feio é se omitir e se esconder atrás de notas de assessores de imprensa.

Venham. Queremos justiça sim, queremos um país mais claro e digno. E vocês tem uma grande oportunidade de fazer diferente. Não se escondam. Agora, você que vai me responder e ler minha mensagem com o coração… Se não puder fazer nada mas for do bem, comece a procurar outro emprego. Esse lugar não é pra você, apesar de toda dificuldade de se empregar. Esse lugar não é pra você!”

Confira a resposta enviada pelo Carrefour a Zé Paulo:

Leia mais!

Final feliz! Paulo Barros resgata cachorros na Cidade do Samba: ‘Estavam no lixo’

Mestre-sala da Beija-Flor, Claudinho salva cachorro que caiu no mar

Que fofo! Mestre Casagrande adota filhote abandonado na quadra da Tijuca