Por Redação

Em meio às tensões da disputa judicial que envolve o mandato da presidente Regina Celi, o Salgueiro escolheu como enredo do ano que vem o orixá Xangô, que é padroeiro da escola e muito conhecido pela ligação com a justiça. O anúncio do tema foi feito durante a tradicional feijoada da vermelho e branco neste domingo, 10, dias após a divulgação de uma carta em que a presidente mostrou que vai lutar para permanecer na administração da Academia do Samba até que o processo judicial que a tornou inelegível transite em julgado, isto é, até que ela não possa mais recorrer da decisão.

A ligação do Salgueiro com Xangô vem de outros carnavais. A bateria “Furiosa”, de mestre Marcão, costuma tocar em homenagem ao orixá e as cores da escola e da entidade se confundem, já que ambos partilham o mesmo tom de vermelho. Não à toa, muitos salgueirenses torciam para que a agremiação desfilasse homenageando a entidade — cultuada na Umbanda e no Candomblé —, que agora será protagonista do enredo assinado pelo carnavalesco Alex de Souza.

Além disso, uma das figuras mais importantes do time de destaques do Carnaval carioca foi Júlio Machado, conhecido no samba como Xangô do Salgueiro. Ele desfilava anualmente caracterizado como o orixá e esteve com a escola entre 1969 e 2007, ano em que morreu.

O Salgueiro, que também divulgou a logo oficial do enredo de 2019, tem diversas ligações com o orixá Xangô. Um dos destaques mais famosos da escola (foto), Xangô do Salgueiro, desfilou fantasiado como o orixá por quase 40 anos  | Imagem: Divulgação

Batalha judicial 

O momento é conturbado politicamente para os salgueirenses. Desde o mês passado, a escola vive incertezas sobre quem irá conduzir a administração visando não só o pré-carnaval de 2019 como os próximos quatro anos. Apesar de ter vencido a eleição realizada no dia 6 de maio, Regina Celi foi considerada inelegível pela Justiça do Rio, o que fez a chapa opositora, liderada por André Vaz, pedir judicialmente o direito de assumir o comando do Salgueiro nos próximos quatro anos. A nação salgueirense assistiu ainda, na última semana, o rompimento do vice de Regina, Jô Casemiro, com a mandatária. Em uma carta publicada nas redes sociais, Jô reprovou os recursos da presidente na Justiça e prometeu tomar as devidas medidas judiciais para que novas eleições fossem convocadas. Em comunicado nas redes sociais, Regina prometeu o anúncio do enredo e garantiu que irá recorrer até que seja possível e que cumprirá as determinações judiciais quando elas estiverem sob trânsito em julgado.

*Foto de capa: Reprodução Instagram

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

49 + = 55