Pela 1ª vez em 15 anos, Globo não vai eleger ‘Musa do Carnaval’ no ‘Caldeirão’

Por Redação

Depois de não produzir as vinhetas dos sambas-enredo com os segmentos das agremiações, agora a TV Globo, dona dos direitos de transmissão da festa, decidiu que não fará nesta temporada o “Musa do Carnaval”, concurso que reunia musas e passistas das escolas de samba do Rio e de São Paulo e que era exibido, em vários episódios até o Carnaval, no “Caldeirão do Huck”, desde 2003.

A emissora carioca usa os meses de janeiro e fevereiro pra promover a festa através de várias produções referentes aos desfiles das escolas de samba. Mas a parada neste ano tá mais restrita. A alegação principal é que o Carnaval de 2018 será no começo de fevereiro, o que limitaria o tempo de produção do concurso. Vale lembrar que o Carnaval de 2016, por exemplo, começou no dia 5 de fevereiro, mais cedo que em 2018 e houve o “Musa do Carnaval” normalmente.

Concurso “Musa do Carnaval”, do Caldeirão do Huck está fora do calendário pra 2018 – Foto: Reprodução/TV Globo

Em 2017, o concurso não se saiu bem na audiência. Portais especializados na crítica televisiva, como o “NaTelinha”, do Uol, e o TVFoco, do IG, apontaram um rendimento abaixo da média da final da atração na grande São Paulo, marcando menos de 12 pontos, os piores dados do programa no primeiro trimestre do ano passado.

As duas últimas campeãs do concurso foram Viviane Silveira Ramos, da Portela, no Rio, e Vanessa Alves, da Águia de Ouro, em São Paulo.

Algumas beldades bem conhecidas do samba ganharam ainda mais fama no concurso do “Caldeirão do Huck”, como a rainha de bateria da Mangueira, Evelyn Bastos, que venceu em 2012, e a musa da Viradouro, Luana Bandeira, vencedora em 2011. Ex-rainha de bateria da Caprichosos, Mel Brito ganhou em 2006. Ketula Mello, hoje musa da Imperatriz, levou em 2003, quando ainda era realeza na Porto da Pedra.