Por Redação

A Riotur abriu nesta quarta-feira, 2, a primeira etapa do processo de inscrição para os blocos de rua na temporada de 2019. Os interessados podem se cadastrar até 15 de junho pelo site http://carnaval.rio/registro. Nesta primeira fase, os responsáveis pelos blocos terão de preencher o formulário online para inscrição preliminar, informando dados e contatos pessoais do organizador, além de informações sobre o bloco ou banda, como nome, público estimado, local, horário, data, estrutura e formato do desfile, entre outros.

Após o preenchimento e envio dos dados, o organizador receberá por e-mail um protocolo com seu número de inscrição e, depois, o cronograma e passo a passo das próximas etapas. Com um total de cinco fases, o processo inclui o preenchimento do sistema, a análise da inscrição, a entrega do resultado de deferimento ou indeferimento do cadastro, a validação dos documentos, incluindo o “nada opor” dos órgãos públicos; e posterior entrega do documento definitivo de autorização e assinatura do termo de compromisso, única etapa presencial do processo.

Pela estimativa na Riotur, 6 milhões de pessoas participaram do Carnaval de rua em 2018 – Foto: Riotur/Divulgação

A Riotur informa que decidiu antecipar as inscrições para melhorar a organização do Carnaval Rio 2019, para que seja possível dimensionar a festa com a antecedência necessária e promover um carnaval de rua mais eficiente. O mote para o ano que vem, ainda de acordo com a empresa, é focar na qualidade e não na quantidade.

– Estamos trabalhando em conjunto com os órgãos públicos envolvidos na realização do Carnaval, bem como com as entidades civis, incluindo associações de moradores e responsáveis pelos blocos, com o intuito de planejar e organizar o evento de 2019. Desta forma, ouvindo e unindo diferentes experiências, acreditamos que reuniremos os esforços de todos da melhor forma possível, com tempo suficiente até a execução do evento, dando voz à sociedade que vivencia e realiza o evento, minimizando o impacto no patrimônio público, otimizando a gestão dos órgãos e, principalmente, oferecendo ao grande público o Carnaval que o Rio de Janeiro merece: organizado, seguro e alegre – garante Marcelo Alves, presidente da Riotur.

A empresa de Turismo promete melhoria para os foliões – Foto: Riotur/Divulgação

Em 2018, 473 blocos obtiveram autorização para 596 desfiles em diversas regiões da cidade do Rio de Janeiro. Pelos cálculos da Riotur, 6 milhões de pessoas participaram do Carnaval de rua. Além da falta de segurança e reclamações quanto à agilidade do sistema de transportes, o rastro de lixo deixado pelos foliões e ambulantes após a passagem dos blocos foi outro ponto negativo da folia.

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

− 6 = 4