Renovado com a Portela, Carlinhos de Jesus se revolta com notas: ‘Preciso trazer a Disney pra ganhar 10?’

Por Eduardo Senra

O coreógrafo Carlinhos de Jesus, que têm no currículo mais de 20 comissões de frente criadas para a Marquês de Sapucaí, só tem uma certeza para o Carnaval do ano que vem: ele seguirá assinando o quesito pela Portela. Renovado com a azul e branco, conforme ele mesmo anunciou nesta quarta, 6, durante a apuração das notas, ele quer ler as justificativas do júri para entender quais foram os erros que cometeu nesta temporada.

A escola de Madureira, na Zona Norte do Rio, perdeu cinco décimos no quesito, no qual não obteve nenhum 10. No ranking final, foi a quarta colocada e estará de volta no Sábado das Campeãs.

— Fizemos um trabalho impecável na Avenida. Samba pé no chão, literalmente. Elas vieram de pés descalços e executaram a coreografia perfeitamente. Eu quero ver as justificativas. Quero saber porque tiraram os décimos que tiraram. Foi uma comissão que veio dentro da tradição das comissões, com uma inovação. Preciso o que? Trazer Hollywood? Trazer a Disney pra ganhar 10? Acho um absurdo. Tem que rever esse critério de julgamento. Mas eu não quero me pronunciar, já estou me pronunciando demais — disse o profissional.

Carlinhos de Jesus, coreógrafo da Portela, não entendeu porque teve o trabalho penalizado pelos jurados do Grupo Especial | Foto: Sambarazzo

Na comissão da Portela, a cantora Mariene de Castro aparecia de surpresa nos quatro módulos de jurados e “incorporava” Clara Nunes, a grande homenageada da escola, para cantar em alto e bom som um dos versos do samba-enredo, esse sim agraciado com as notas máximas do júri.