Rumo ao hexa! Wagner Gonçalves renova e vai para o sexto desfile na Inocentes

Por Rafael Arantes

O Carnaval 2018 já está a todo vapor pelas bandas de Belford Roxo. É que a Inocentes acertou a permanência do carnavalesco Wagner Gonçalves para o próximo ano. Será o sexto desfile do artista na escola da Cidade do amor. A primeira passagem foi em 2007, ainda no Grupo B. A segunda trajetória foi mais vitoriosa: entre 2012 e 2014, Wagner conquistou o Acesso A e participou pela primeira vez na história da agremiação do Grupo Especial em 2013.

Depois da nona posição no desfile da Série A deste ano, o artista já estuda duas opções de enredo para levar para a Sapucaí no próximo Carnaval.

– A gente conversou e acertamos algumas coisas já pensando no ano que vem. É um novo desafio, a escola está em um processo de crescimento, assim como eu também estou avançando com a minha carreira. Já identificamos algumas coisas para melhorar e conseguir uma evolução ainda maior em 2018 – disse Wagner.

“A gente só aceita perder ele, se for para o Especial”, diz presidente

Para o presidente da “Caçulinha da Baixada”, Reginaldo Gomes a renovação com o carnavalesco é um reforço.

– O Wagner é um profissional muito competente e amigo. A gente só aceita perder ele, se for para o Grupo Especial – afirmou.

Mesmo tendo ficado do meio pra baixo na tabela de classificação da Série A, Wagner não se abate com as notas na hora de planejar o desfile do Carnaval 2018. Com um saldo positivo do projeto desenvolvido neste ano, o artista tira um balanço satisfatório na hora de começar a traçar os planos de mais um projeto.

– Eu gostei muito do trabalho em geral. Foi um ano de superação, onde tínhamos uma proposta muito arrojada e a escola, mesmo com um orçamento limitado, comprou a ideia, acreditou no projeto e bancou essa temporada. Eu até esperava uma colocação melhor, mas estou mais focado no resultado do trabalho em si. Faço o meu trabalho e espero que ele saia como a gente planejou – comentou.

Carnavalesco parabeniza adversários

Satisfeito com o trabalho desenvolvido com um enredo sobre os vilões, Wagner também exaltou a competência dos adversários na Avenida. Para ele, os desfiles das escolas de samba da Série A mostrou um nível superior ao esperado diante da crise financeira que também afetou o Carnaval.

– Apesar de ter sido um Carnaval de crise, foi muito bacana. Foi um ano muito rico artisticamente, que merece ser exaltado muito por este lado. Uma temporada louvável de todos os profissionais. Digo, sem dúvida, que meus colegas carnavalescos estão de parabéns – finalizou.

Escola também renova com diretor de carnaval

Outro que acertou permanência na escola de Belford Roxo é o diretor de carnaval Saulo Tinoco. O sambista recebeu aprovação do presidente Reginaldo Gomes ao trabalho realizado e conta com aval da diretoria para seguir no comando em 2018.

– O diferencial de Saulo é que ele abraça com garra nossa meta de fazer um espetáculo digno para nosso público. Consegue com paciência agregar e estimular todos os setores. E esse ano em especial foi bem proveitoso, pois conseguimos driblar a crise com criatividade e inteligencia – disse o presidente.