Por Redação

A São Clemente está pronta para novos voos no Carnaval 2019. A escola da Zona Sul acertou a chegada de Junior Scapin para ser o novo líder da comissão de frente e da experiente porta-bandeira Giovanna Justo para compor a equipe rumo ao próximo desfile.

O coreógrafo Júnior Scapin e a porta-bandeira Giovanna Justo são da São Clemente pra 2019 – Foto: Divulgação

As contratações foram acertadas na tarde desta quarta-feira, 28, um dia após oficializar o desligamento da porta-bandeira Amanda Poblete e a realocação do coreógrafo Kiko Guarabyra, agora no comando dos setores coreográficos das alegorias. Junior Scapin chega na escola da Zona Sul depois de assinar as comissões de frente do Império da Tijuca, na Série A, e do Império Serrano, no Grupo Especial, em 2018. Além dos trabalhos no Carnaval, o artista é coreógrafo da TV Globo desde 2010.

– Já observamos o trabalho do Junior há algum tempo e, desta vez, tivemos a felicidade de acertar esse casamento. É um artista talentosíssimo, um dos grandes nomes dessa nova geração de coreógrafos, e que provou isso em diversos trabalhos que já apresentou na Sapucaí. Estamos muito felizes – disse o presidente da escola, Renatinho.

Para o posto de primeira porta-bandeira, a experiente Giovanna Justo é o nome da vez. A dançarina chega para fazer par com Fabrício Pires, na escola desde o Carnaval 2013. A veterana volta às atividades após um ano dedicada à vida pessoal e é uma das grandes apostas da representante da Zona Sul.

– O talento da Giovanna é indiscutível. É um dos maiores nomes quando falamos em porta-bandeira no nosso Carnaval. A experiência dela vai somar muito ao lado do Fabrício, que é uma das nossas referências dentro da escola. Ele vai para sétimo ano conosco e, agora, ao lado de uma companheira que tem essa vasta trajetória assim como ele. É uma aposta por um estilo realmente mais clássico da dança – completou o dirigente.

Parte do time da São Clemente pra 2019: o coreógrafo Júnior Scapin, o diretor artístico Tiago Martins, a porta-bandeira Giovanna Justo, o mestre-sala Fabrício Pires e o mestre Caliquinho – Foto: Divulgação

Além de Fabricio e Giovanna ao lado do pavilhão principal, a São Clemente optou por Tchechelo e Bárbara Falcão para formarem o segundo casal de mestre-sala e porta-bandeira.

O carnavalesco Jorge Silveira, o diretor artístico Tiago Martins e o mestre de bateria Caliquinho tiveram seus contratos renovados para 2019. A São Clemente anunciará em breve um novo Departamento de Carnaval, que ficará responsável pelos setores de harmonia e evolução da escola. O intérprete Leozinho Nunes também permanece na agremiação.

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

17 − 12 =