Personagem das mais conhecidas na obra do escritor Jorge Amado, Tieta do Agreste foi um símbolo de sensualidade no século passado, quando deixou as páginas dos livros para se tornar sucesso nas telas da TV e do cinema. Virou também sucesso nas rádios através de uma canção de Caetano Veloso, gravada em dueto com Gal Costa.

Representada na ficção pelas atrizes Betty Faria e Sônia Braga, a jovem do interior nordestino que viajou para São Paulo para se aventurar a viver a própria liberdade vira agora símbolo do novo ensaio do Sambarazzo, estrelado por Theba Pitylla, musa da Império de Casa Verde no Carnaval paulista.

“É a lua, é o sol, é a luz de Theba…” ♫! Musa da Império de Casa Verde se transformou em Tieta | Foto: Michele Iassanori/Sambarazzo

Assim como Tieta, Theba se descobriu, ainda novinha, um mulherão de parar o trânsito e a Passarela do Samba da “Terra da Garoa”. A gata faz sucesso no Sambódromo do Anhembi desde os 16 anos e, aos 31, já desfilou nas alas de crianças e passistas, e conquistou as sonhadas vagas de rainha de bateria (pela Dragões da Real, há uma década) e majestade da Corte Carnavalesca (em 2015).

Ficou faltando apenas a ponte aérea para a estreia em solo carioca, que só não aconteceu ainda pela incompatibilidade de datas.

– Com certeza tenho vontade de desfilar no Rio de Janeiro. Pra falar a verdade, até recebi convite da Porto da Pedra, mas a escola desfila no mesmo dia que o Império (de Casa Verde). Não tive coragem de largar a minha escola, mas se tivesse como conciliar, certamente faria – conta.

O nome de Theba faz referência a uma ninfa da mitologia grega, mas ela incorporou uma das figuras femininas mais desejadas da ficção brasileira | Foto: Michele Iassanori/Sambarazzo

Nudez não inibiu beldade

As fotos, que tiveram como pano de fundo as dunas de Arraial do Cabo, na Região dos Lagos, foram livremente inspiradas em cenas da novela exibida pela TV Globo no fim da década de 1980. A abertura do folhetim ficou marcada por mostrar a ex-modelo Isadora Ribeiro nua no meio da areia, cena que Theba reproduziu diante das lentes mais ousadas da folia.

– Tirei tudo. Fiquei até um pouco receosa. Pensei: ‘Ai, meu Deus do céu, como será que vai ficar?’. Nunca tinha fotografado sem nada, só de lingerie ou biquíni – revela a sambista, que namora o ritmista Michel há 3 anos e garante que apesar de apoiar a realização das fotos, o amado é bem ciumento.

“No começo, achei que (Tieta) era só uma novela muito antiga. Quando começamos a fotografar, comecei a entender melhor o tema e a gostar mais”, diz Theba | Foto: Michele Iassanori/Sambarazzo

O corpaço, segundo Theba, é mantido em boa forma graças ao trabalho como dançarina e modelo e, é claro, assiduidade na academia que ela frequenta três vezes por semana. Com a proximidade dos desfiles, o ritmo acelera, mas os cuidados com a aparência ainda precisam caber dentro da rotina atribulada da moça.

Para Theba, carnaval paulista tem menos disputa por holofotes

Ex-rainha de bateria da Dragões da Real, Theba acredita que o posto em Sampa não é tão cobiçado como no Rio. Para ela, isso se deve à existência de um maior número de vagas para que as mulheres desfilem em frente às baterias. É comum que as agremiações escolham, além da rainha, uma madrinha e uma musa.

– É mais tranquilo em relação ao Rio. Tem várias escolas em que não sai só uma na frente, mas sim uma corte. Não conheço ninguém que pagou um valor exorbitante pra desfilar. Muitas escolas têm rainha da comunidade – finaliza.

BATE-PAPO

Nome: Theba Pitylla

Idade: 31 anos

Signo: Aquário

Local de nascimento: São Paulo

Bairro onde mora: Itaim paulista, na Zona Leste

Casa ou apartamento? Apartamento

Mora com quem? Sozinha

Namorando ou ficando? Namoro o Michel, há três anos

Filhos? Não

Profissão: Bailarina e modelo

Cor preferida: Azul

Animal de estimação: Não tenho

Livro: “Laços Eternos”, da Zíbia Gasparetto

Um homem: Meu namorado, Michel

Uma mulher: Minha mãe, Elza

Religião: Católica

Novela: “Avenida Brasil”, de João Emmanuel Carneiro (TV Globo)

Um Samba: Império de Casa Verde 2003 (“Nhô João Preto Velho, milagreiro e profeta de todos os deuses lá pelas bandas do Cafundó)

Não uso nunca: Drogas

Perfume: Chloé

Não saio de casa sem: Perfume

Cantor: Djavan

Cantora: Marisa Monte

Ator: José wilker

Atriz: Laura cardoso

Música: “A sorrir”, do Cartola

O que eu quero: Paz no mundo

O que eu não quero: Violência

Gosto de ir: Ao samba da família Batukada Boa

Não gosto de ir: Ao cemitério

Time: Palmeiras

Programa de TV: “Fantástico”, da TV Globo

Se não fosse musa, que outra função gostaria de exercer numa escola de samba? Porta-bandeira


Fotografia: Michele Iassanori
Figurino: Ateliê David Silva
Assistente de produção: Patrícia Iassanori
Maquiagem: Victor Waltz
Making of vídeo: Paulinho Thomaz e Michele Iassanori
Texto: João Paulo Saconi