Por Redação

Nesta quinta-feira, 31, aconteceu uma tragédia no barracão da São Clemente, na Cidade do Samba, no Centro do Rio. Um escultor-assistente morreu enquanto trabalhava no local. Igor Sergio, de 21 anos, era funcionário terceirizado e trabalhava com a equipe do escultor-chefe Flavinho.

Igor morreu no barracão da São Clemente na fim da tarde desta quinta-feira, 31 – Foto: Reprodução

Segundo a assessoria de imprensa da escola, ele morreu no quarto andar do barracão – onde são preparadas esculturas e fantasias. Pelas informações preliminares, o jovem levou um choque ao operar uma máquina que serve para modelar esculturas.

O presidente da escola, Renato Almeida Gomes, foi informado por funcionários que Igor tinha um problema cardíaco e já havia passado por um mal súbito há algumas semanas.

O local foi periciado e o caso ainda está sendo apurado.

– Fui na delegacia e pedi a perícia. Foi algo estranho, ele morreu no quarto andar. Hoje era dia de pagamento, tava uma festa, e aí acontece isso… É muito triste. Tive que mandar todo mundo embora do barracão hoje. Enfim, no que a gente puder, a gente vai ajudar a família dele com certeza – declarou Renatinho.

Em respeito à tragédia, a São Clemente declarou luto oficial de três dias e adiou a semifinal de samba-enredo do próximo sábado, 2, para o dia 5, terça-feira.

*Foto de capa: Marco Antônio Cavalcanti/Riotur

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

34 − = 25