Tags Artigos com tags "Paloma Bernardi"

Paloma Bernardi

Por Redação

A estonteante Juliana Paes, a “Bibi Perigosa” de “A Força do Querer”, roubou a cena na final de samba-enredo da Grande Rio, realizada na madrugada deste domingo, 3. É que ela foi coroada rainha de bateria da “Invocada” e roubou a cena em Caxias, na Baixada Fluminense.

Com direito a duas aparições no palco, a majestade primeiro foi apresentada pelo intérprete Emerson Dias, que cantou “Emoções” de Roberto Carlos, mas quem caiu na emoção foi a rainha, radiante pela festa em Caxias.

Após os sambas concorrentes e antes do anúncio do samba, “Bibi” finalmente assumiu o reinado, coroada pela ex-rainha Paloma Bernardi, que fez questão de passar o coroa, faixa e bastão para a sucessora.

– A saudade falou mais alto. Naquelas conversas antes de eu desfilar, a gente conseguiu chegar num consenso. Eu me senti tão acolhida, tão bem recebida, eu tô sem saber o que falar. O que eu tinha pra falar, eu esqueci. Vou tentar agradar o máximo possível.

Pra resumir a chegada na Grande Rio, ainda no palco, Juliana disse:

– A Invocada é foda – resumiu Juliana Paes pra logo dizer que o maridão – o empresário Carlos Eduardo Baptista – tinha pedido pra ela não falar palavrão. Adiantou nada kkkkk.

A rainha ainda deu uma cutucada de leve no prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, que decidiu recentemente cortar em 50% a subvenção municipal às escolas de samba.

– Espero que nosso prefeito possa entender que carnaval é festa da arte, da cultura, e uma festa do amor, e precisa do apoio, sim, da prefeitura. o turismo que a gente traz é lindo, a energia que a gente coloca na Marquês de Sapucaí não tem preço que pague

Fotos: Marcello Sa Barretto, Rodrigo dos Anjos e Daniel Pinheiro/AGNews

 

 

Fotos: Irapuã Jeferson

Por Redação

A Acadêmicos do Grande Rio tem nova rainha de bateria. Juliana Paes, que fez história na Sapucaí nos anos em que ocupou o posto pela Unidos do Viradouro, passa a ser a nova estrela da “Invocada” de mestre Thiago Diogo.

A atriz de “A Força do Querer”, da Rede Globo, bateu o martelo e, mesmo balançada por causa dos compromissos profissionais e da maternidade – ela é mãe de dois meninos, Antônio e Pedro -, considerou irresistível o convite do presidente de honra da escola, Jayder Soares, e disse o esperado sim à tricolor de Duque de Caxias.

Juliana Paes se acabou na feijoada da Grande Rio, em fevereiro, quando começou a estreitar relações com a escola de Duque de Caxias – Foto: Irapuã Jeferson/Sambarazzo
Juliana vai substituir a também atriz Paloma Bernardi, da Record, que exerceu a função nos dois últimos carnavais.

Temporada 2018 cheia de novidades

Juliana Paes é a cereja do bolo de uma temporada que está carregada de novidades. Em 2018, o carnavalesco Renato Lage (ex-Salgueiro) vai assinar o desfile da Grande Rio, que vai levar para o Sambódromo carioca a história de Chacrinha, ícone da televisão brasileira.

A nova estrela da Grande Rio nem precisa se preocupar, a medir pela foto, em entrar em forma para o Carnaval – Foto: Reprodução/Instagram
Juliana Paes será apresentada oficialmente como a nova rainha de bateria nos próximos dias, no restaurante Phollia, na Barra da Tijuca, Zona Oeste da cidade. Ela receberá as boas-vindas da diretoria da escola e também de Paloma, que será convidada para a apresentação.

Paloma Bernardi, que recebeu a faixa de rainha de bateria da Grande Rio das mãos de Neymar, deixa o posto após dois carnavais consecutivos – Foto: Irapuã Jeferson/Sambarazzo
*Foto de capa: Reprodução/Instagram

Por -

Por Rafael Arantes

O dia é de festa e a rainha de bateria da Grande Rio, Paloma Bernardi, não quer nem pensar se o futuro na escola de Caxias será ou não na frente da bateria ‘Invocada’. A atriz, que é torcedora da Tricolor, garante que sua vontade é de permanecer desfilando pela agremiação independentemente do posto.

Foto: Rafael Arantes

– Eu sou Grande Rio e quero estar na escola independentemente do posto. Se minha agenda deixar, vou desfilar. Se a diretoria quiser que eu continue como rainha, vou continuar. Mas, se não for, não terá problema nenhum. Não vou deixar de amar todo mundo – disse Paloma.

A rainha ainda aproveitou para festejar o sucesso do desfile em homenagem à Ivete Sangalo.

– Com certeza foi um marco no Carnaval. Independentemente de ser campeã ou não. Foi muito linda a participação dela. Fizemos história, sim – comentou.

A Grande Rio ficou com o 5° lugar no Grupo Especial deste ano.

Por Luiz Felippe Reis

Difícil achar um sambista que não esteja contando as horas para o início da festa na Sapucaí. E o Sambarazzo, bamba que é, já esfregando as mãos para o Carnaval, resolveu adiantar os (as) protagonistas que vão reinar na Cidade Maravilhosa por mais de uma semana, com foco total na pista de desfiles mais famosa do mundo.

Chega a hora das rainhas de bateria. Anônimas ou famosas, novatas ou veteranas, sambistas de raiz ou nem tanto, fato é que elas são, há muitos carnavais, o alvo dos principais olhares da Marquês de Sapucaí.

O que elas vestem? O quanto elas sambam? O corpo delas é sarado? A fim de tirar essa curiosidade na hora H do desfile, não há quem não pare tudo para ver passar essas gatas que ocupam o lugar mais cobiçado da festa pela mulherada.

Já de olho em cada passo dessas divas, o Sambarazzo se adianta e apresenta as majestades que prometem levar muita gente ao delírio durante os 75 minutos de desfile, no Grupo Especial carioca. Preparem as câmeras e o coração!

MangueiraEvelyn Bastos

Nascida e criada no Morro da Mangueira, Evelyn Bastos, que já posou para o Ensaio Sensual do Sambarazzo, vai para o quarto ano seguido defendendo a dianteira da “Tem que respeitar meu tamborim”, comandada pelos mestres Rodrigo Explosão e Vítor Art. Aos 23 anos, a majestade, apesar da idade, é uma das rainhas com mais histórico do pedaço. Apesar da possibilidade de um futuro bem longo à frente dos ritmistas da verde e rosa, a beldade pensa em eternizar a figura da rainha de comunidade no reinado do “Palácio do Samba” e busca uma sucessora entre as mangueirenses de raiz.

No ensaio técnico, realizado no último domingo, 19, Evelyn mostrou que arrasta multidão – do morro e do asfalto – para o Sambódromo. A beldade se sente à vontade na pista onde reina, até na hora do figurino. A preferência dela é usar pouca roupa, esbanjando sensualidade.

Evelyn-capa

evelyn-bastos-foto
Evelyn Bastos, rainha de bateria da Mangueira – Fotos: Michele Iassanori/Sambarazzo e Gabriel Santos/Riotur
Unidos da Tijuca Juliana Alves

Juliana Alves, aos 34 anos, vai esbanjar elegância, carisma e beleza à frente da “Pura Cadência”. Presença constante nas novelas da TV Globo, a atriz, ao contrário de algumas famosas que só se aproximam das escolas em época de desfile, tem identificação com a representante do Borel. Antes mesmo da fama, a gata já frequentava a quadra da azul e amarelo e participava das atividades da agremiação. A rainha da Tijuca vai para o quinto ano seguido como majestade e tem a aprovação do mestre Casagrande, que rege os ritmistas tijucanos. Para ele, nunca a escola teve uma rainha tão boa e dedicada.

No ensaio técnico da Tijuca, realizado há uma semana, dia 12 de fevereiro, ela mostrou autossuficiência real ao minimizar boatos – que rondam por aí ano após ano – de que poderia sair do posto ao fim dos desfiles.

Juliana Alves se acabou no desfile da Tijuca | Foto: Sambarazzo

juliana-alves-foto-gabriel-santos
Juliana Alves, rainha de bateria da Tijuca – Fotos: Rafael Arantes/Sambarazzo e Gabriel Santos/Riotur
Portela Bianca Monteiro

A briga foi boa, mas ficou para a passista Bianca Monteiro, que já posou para o Ensaio Sensual do Sambarazzo, o posto de rainha de bateria da Portela. Cria da casa, ela foi a eleita pela diretoria da azul e branco para ocupar a desejada função em 2017. Com mais de uma década de “Águia”, a gata chega ao reinado aos 27 anos. Filha de diretor de harmonia portelense, ela era uma das sensações da famosa ala comandada por Valci Pelé e Nilce Fran. Em 2015 e 2016, Bianca esteve na corte do Carnaval, como primeira e segunda princesa, respectivamente. A nova rainha substitui Patrícia Nery, que ostentava o posto desde 2013.

Sem timidez na estreia, Bianca deu show no ensaio técnico da Portela. Rolou até um mini-strep-tease à frente da bateria de mestre Nilo Sérgio.

bianca-monteiro-2

bianca-monteiro
Bianca Monteiro, rainha de bateria da Portela – Fotos: Reprodução/Facebook e Michele Iassanori/Sambarazzo
SalgueiroViviane Araújo

É pedir para falar o nome de uma rainha de bateria do Carnaval e, de imediato, – e quase que obrigatoriamente – exaltar Viviane Araújo. Afinal de contas, são mais de 20 anos de Passarela totalmente inebriada pelo encanto da majestade. Colecionar legiões de fãs foi mera consequência. Sem contestações, o título de “rainha das rainhas” é dela, embora a atriz, de 41 anos, não se considere melhor que nenhuma das colegas de reinado. Em 2017, Vivi completa 10 anos de Salgueiro, o suficiente para torná-la uma marca registrada dos desfiles da “Academia”.

No ensaio técnico da escola, no início de fevereiro, Vivi chamou a atenção de todos ao “abraçar o capeta”. Ela se vestiu de diaba, comprovando que há mais coisas entre o céu a terra do que supõe nossa vã filosofia.

Viviane é xodó dos ritmistas da Furiosa e também encanta a seleção de musas do Salgueiro: 'Ela é um ícone do Carnaval' | Foto: Alex Nunes / Divulgação

viviane-araujo-1
Viviane Araújo, rainha de bateria do Salgueiro – Fotos: Alex Nunes e Michele Iassanori
Beija-Flor de Nilópolis Raíssa de Oliveira

Rumo ao 15° carnaval seguido reinando em Nilópolis, Raissa de Oliveira, que também já posou para o Ensaio Sensual do Sambarazzo, serve para caracterizar bem o estilo Beija-Flor de ser. Em terras da maior campeã do século, a comunidade tem peso dobrado, e uma rainha de bateria com honrosas origens e, desde a infância na escola, mostra com perfeição como se define a azul e branco. Aos 26 anos, a majestade vive tão intensamente os detalhes da agremiação que o posto de rainha não parece fazer a cabeça da gata, que chegou a dizer que empurraria até carro alegórico, se perdesse o posto mais almejado do samba.

No ensaio técnico da Beija-Flor, Raíssa, além de sambar e encantar o público, valorizou a longevidade do reinado nas terras de Nilópolis.

raissa-de-oliveira-beija-flor-2016-dentro-gabriel-santos-riotur

raissa-2
Raissa de Oliveira, rainha de bateria da Beija-Flor – Fotos: Gabriel Santos/Riotur e Michele Iassanori/Sambarazzo
Imperatriz – Cris Vianna

Aos 39 anos, a atriz Cris Vianna não perde a boa forma, a beleza (das mais marcantes da Passarela do Samba), e claro o posto de rainha de bateria da Imperatriz, ocupado por ela desde o Carnaval 2013. Mesmo com a agenda bem apertada, principalmente quando está no ar em alguma novela da TV Globo, Cris não abre mão de sempre marcar presença nas atividades mais importantes da verde e branco. Com 1,75cm de altura, a elegância e o samba no pé são armas desta rainha, que é uma das mais festejadas da Sapucaí. Mas é bom prestar bastante atenção desta vez! Cris se prepara para o último desfile como rainha de bateria da primeira tricampeã do Sambódromo.

O clima já é mesmo de despedida. A rainha pisou pela penúltima vez na Sapucaí no último sábado, 18, no ensaio técnico.

cris-vianna-1

cris-vianna-2
Cris Vianna, rainha de bateria da Imperatriz – Fotos: Michele Iassanori/Sambarazzo e Tatá Barreto/Riotur
Grande RioPaloma Bernardi

Sempre muito atenciosa com os fãs, Paloma Bernardi carrega com ela, além da simpatia, muita beleza e um bocado de respaldo da comunidade de Caxias, que, de fato, adotou a atriz como uma filha e hoje a rainha é bastante querida nas terras da tricolor. Caminhando para o segundo Carnaval à frente dos ritmistas de mestre Thiago Diogo, a atriz, de 31 anos, que até já encheu os percussionistas de presentinhos, se prepara para dividir a cena com a homenageada pela escola em 2017, a cantora Ivete Sangalo, que promete tomar, involuntariamente, boa parte dos holofotes pra si. Mas, classuda que é, Paloma nem liga: até ofereceu seu posto para a cantora baiana, em caso dela querer reinar também na bateria.

A escola de Caxias tomou o Sambódromo no ensaio técnico, em janeiro, e a cantora Ivete Sangalo, enredo da Grande Rio neste ano, foi o maior “fuzuê”, mas Paloma não perdeu o brilho, sempre acompanhada da “Invocada”, que adora sua majestade.

paloma-1

paloma-2
Paloma Bernardi, rainha de bateria da Grande Rio – Fotos: Rogério Domingues e Marcelo Cortes
Vila Isabel Sabrina Sato

É Sabrina Sato chegar na quadra da Vila Isabel ou na Sapucaí, e os focos da imprensa, dos fotógrafos e dos curiosos de plantão ganham novos rumos para acompanhar cada passo da “Japa”. Ser famosa e uma das mais conhecidas rainhas Brasil afora não tiram, no entanto, a identificação da artista com os componentes e torcedores da azul e branco, que costumam se aproveitar da disposição dela em atender cada pedido de autógrafo e de selfie. Além do bom trato com os populares, a beldade está sempre ligada nas crises que eventualmente a escola passa. O ano de 2017 marca a sétima temporada seguida da apresentadora de 35 anos reinando absoluta na “Swingueira de Noel”, hoje comandada por mestre Walan Amaral. Apesar da paixão que demonstra em participar da Vila, Sabrina tá pensando em ser mãe e dar uma pausa na cobiçada função.

O ensaio técnico da Vila foi para treinar, mas a rainha aproveitou para festejar o aniversário de 36 anos em plena Sapucaí.

sabrina-1

sabrina-fernando-maia
Sabrina Sato, rainha de bateria da Vila Isabel – Foto: Michele Iassanori/Sambarazzo e Fernando Maia/Riotur
São Clemente – Raphaela Gomes

Rainha da São Clemente, Raphaela Gomes é a mais jovem dentre todas as rainhas do Grupo Especial. Aos 18, ela faz jus à tradição da escola em ter boa parte dos cargos preenchidos por gerações – antigas ou atuais – da família Almeida Gomes, tendo como patriarca o fundador Ivo da Rocha Gomes. E de fato parece mesmo um reino tradicional, daqueles das legítimas monarquias constituídas por conservadores clãs. O pai da jovem – Renato Almeida Gomes – é o presidente, e, aliás, sente bastante ciúme da moça; os tios – Ricardo e Roberto – são diretores; e a prima – Bruna Almeida Gomes – a antecedeu no posto de majestade dos ritmistas dos mestres Caliquinho e Gil.

No ensaio técnico, Raphaela mais uma vez mostrou o amor e o entrosamento com os ritmistas da escola de Botafogo.

rafaela-1

rafaela-2
Raphaela Gomes, rainha de bateria da São Clemente – Fotos: Michele Iassanori e Irapuã Jeferson
Mocidade – Camila Silva

A Mocidade Independente de Padre Miguel não teve como adiar. Atendendo a pedidos, a escola mudou a rainha de bateria no meio do processo e substituiu a empresária angolana Carmem Mouro pela belíssima Camila Silva, que já tinha sido majestade em 2013 na verde e branco. Um reencontro para deixar a comunidade e a torcida sorrindo de orelha a orelha. Simpatia, beleza e samba no pé capaz de deixar qualquer um de boca aberta são características marcantes da beldade.

No ensaio técnico, em janeiro, com a ausência de Carmem, que alegou problemas de saúde para não ensaiar, o caminho de uma certa maneira se abriu para a ‘queridinha’ dos independentes. Se a voz do povo é a voz de Deus, uma novidade divinal se concretizou: Camila Silva é a dona da coroa, dos elogios e da dianteira da bateria “Não existe mais quente”, de mestre Dudu, no Carnaval 2017.

 

Camila Silva, rainha de bateria da Mocidade – Fotos: Paulo Pinto/LIGASP/Fotos Públicas
União da Ilha – Tânia Oliveira

Mulheres famosas foram cogitadas para assumir o posto de rainha de bateria, e, no final das contas, a Ilha optou por uma estreante na festa carioca: a assistente de palco Tânia Oliveira, de 38 anos, foi a escolhida, após meses de mistério, do presidente Ney Filardi. Debutante como rainha na Sapucaí, a gata é veterana no Anhembi. Atualmente madrinha da Dragões da Real, ela tem passagens por X-9 Paulistana e Tom Maior. Sem Fátima Bernardes e Bruna Bruno, cogitadas para assumir a vaga deixada por Bianca Leão, Tânia ganhou a coroa e vai reinar à frente da bateria de mestre Ciça.

Tânia Oliveira, a rainha de bateria da União da Ilha – Foto – Divulgação e Marcelo Pereira/LigaSP
TuiutiCaroline Marins

Muito se comenta nos bastidores do Carnaval sobre as ofertas financeiras cada vez mais generosas feitas às escolas por quem sonha com o posto de rainha de bateria. Mas na Tuiuti esse papo não prospera. Recentemente, o presidente da escola, Renato “Thor”, recusou uma proposta de R$ 300 mil e não quis saber de leilão. Manteve a filha dele, Caroline Marins, como a majestade do “Paraíso”. Aos 21 anos, a herdeira de Thor vai para o segundo ano como rainha de bateria, e logo no Grupo Especial. Na primeira vez, a herdeira foi pé-quente e faturou o título da Série A com a escola de São Cristóvão.

caroline_marins_thor_nelson_malfacini_dentro

caroline
Caroline Marins, rainha de bateria da Tuiuti – Fotos: Roberto Malfacini e Irapuã Jeferson

Faltam dois dias para o Carnaval!

Por João Paulo Saconi

Veterana na folia, Ivete Sangalo usou toda a experiência que adquiriu no Carnaval de Salvador, na Bahia, para agitar as mais de duas mil pessoas que prestigiaram a tradicional “Feijoadíssima da Grande Rio” no hotel Royal Tulip, em São Conrado, na Zona Sul do Rio de Janeiro. A homenageada da escola foi a atração principal da 15ª edição do evento, que também contou com shows de Mumuzinho e da bateria “Invocada”.

Foi pra galera! \o/ Ivete Sangalo curtiu tanto a Feijoadíssima da Grande Rio que acabou sendo carregada por um dos ritmistas da bateira “Invocada”, de mestre Thiago Diogo | Fotos: Rodrigo Mesquita

Cheia de energia, Veveta deu voz a diversos sucessos de sua carreira (como “Festa”, “Sorte Grande”, “Alegria” e “Céu da boca”), improvisou hits de outras cantoras da festa baiana (cantou “O Canto da Cidade”, de Daniela Mercury e “Bola de Sabão”, de Claudia Leitte) e ainda caiu no samba ao lado de Paloma Bernardi, a majestade dos ritmistas da tricolor de Duque de Caxias.

Ivete e Paloma praticamente não se desgrudaram durante o show da cantora na Feijoadíssima | Fotos: Rodrigo Mesquita

Cantora foi recebida com gritos de “É campeã”

Ivete mal entrou no palco da Feijoadíssima e foi logo saudada pelo público com gritos de “É campeã”. Também rolou o “Ei, psiu! Ivete é Grande Rio”, uma referência ao grito de guerra do intérprete Emerson Dias.

– Ainda vamos gritar isso muitas vezes – brincou a artista, que vem dizendo estar confiante na conquista do primeiro campeonato da agremiação.

Empolgada, a diva baiana não parou um minuto e também não quis que ninguém deixasse a peteca cair: em tom de bronca, chegou a apontar um homem na plateia que estava assistindo a apresentação de braços cruzados e o ensinou a dançar afoxé, ritmo típico dos trios elétricos baianos.

Ei, psiu! Ivete arrasou na Feijoadíssima da Grande Rio | Fotos: Rodrigo Mesquita

O próximo encontro de Ivete com a Grande Rio está marcado para a semana que vem, no Domingo de Carnaval. A escola será a segunda a entrar na Passarela do Samba.

Por Redação

Se a cantora Ivete Sangalo conquistou toda a atenção do público na Marquês de Sapucaí neste domingo, 29, durante o ensaio técnico da Grande Rio, a atriz Paloma Bernardi não deixou por menos. É que a rainha de bateria fez bonito à frente dos ritmistas da “Invocada” e também brilhou no treino da tricolor.

Foto: Irapuã Jeferson
Paloma, que vai para o segundo ano como rainha da bateria de mestre Thiago Diogo, caprichou no visual e fez questão de usar o vermelho e verde da bandeira no esplendor de sua fantasia.

A gata mostrou que está totalmente à vontade diante dos ritmistas da escola e não titubeou na hora de interagir com as paradinhas da bateria caxiense.

Foto: Irapuã Jeferson
A Grande Rio será a segunda escola a desfilar no Domingo de Carnaval. A agremiação levará para a Sapucaí uma grande homenagem à cantora baiana Ivete Sangalo, que também é presença mais que confirmada na apresentação oficial, dia 26 de fevereiro.

Foto: Irapuã Jeferson

Por Luiz Felippe Reis

Anônimas ou famosas, novatas ou veteranas, sambistas de raiz ou nem tanto, fato é que elas são, há muito carnavais, o alvo dos principais olhares da Marquês de Sapucaí.

O que elas vestem? O quanto elas sambam? O corpo delas é sarado? A fim de tirar essa curiosidade na hora H do desfile, não há quem não pare tudo para ver passar essas gatas que ocupam o lugar mais cobiçado da festa pela mulherada.

Já de olho em cada passo dessas divas, o Sambarazzo se adianta e apresenta as majestades que prometem levar muita gente ao delírio durante os 75 minutos de desfile, no Grupo Especial carioca. Preparem as câmeras e o coração!

MangueiraEvelyn Bastos

Nascida e criada no Morro da Mangueira, Evelyn Bastos, que já posou para o Ensaio Sensual do Sambarazzo, vai para o quarto ano seguido defendendo a dianteira da “Tem que respeitar meu tamborim”, comandada pelos mestres Rodrigo Explosão e Vítor Art. Aos 23 anos, a majestade, apesar da idade, é uma das rainhas com mais histórico do pedaço. Apesar da possibilidade de um futuro bem longo à frente dos ritmistas da verde e rosa, a beldade pensa em eternizar a figura da rainha de comunidade no reinado do “Palácio do Samba” e busca uma sucessora entre as mangueirenses de raiz.

Evelyn-capa

evelyn-bastos-foto
Evelyn Bastos, rainha de bateria da Mangueira – Fotos: Michele Iassanori/Sambarazzo e Gabriel Santos/Riotur

 

Unidos da Tijuca Juliana Alves

Juliana Alves, aos 34 anos, vai esbanjar elegância, carisma e beleza à frente da “Pura Cadência”. Presença constante nas novelas da TV Globo, a atriz, ao contrário de algumas famosas que só se aproximam das escolas em época de desfile, tem identificação com a representante do Borel. Antes mesmo da fama, a gata já frequentava a quadra da azul e amarelo e participava das atividades da agremiação. A rainha da Tijuca vai para o quinto ano seguido como majestade e tem a aprovação do mestre Casagrande, que rege os ritmistas tijucanos. Para ele, nunca a escola teve uma rainha tão boa e dedicada.

Juliana Alves se acabou no desfile da Tijuca | Foto: Sambarazzo

juliana-alves-foto-gabriel-santos
Juliana Alves, rainha de bateria da Tijuca – Fotos: Rafael Arantes/Sambarazzo e Gabriel Santos/Riotur
Portela Bianca Monteiro

A briga foi boa, mas ficou para a passista Bianca Monteiro, que já posou para o Ensaio Sensual do Sambarazzo, o posto de rainha de bateria da Portela. Cria da casa, ela foi a eleita pela diretoria da azul e branco para ocupar a desejada função em 2017. Com mais de uma década de “Águia”, a gata chega ao reinado aos 27 anos. Filha de diretor de harmonia portelense, ela era uma das sensações da famosa ala comandada por Valci Pelé e Nilce Fran. Em 2015 e 2016, Bianca esteve na corte do Carnaval, como primeira e segunda princesa, respectivamente. A nova rainha substitui Patrícia Nery, que ostentava o posto desde 2013.

bianca-monteiro-2

bianca-monteiro
Bianca Monteiro, rainha de bateria da Portela – Fotos: Reprodução/Facebook e Michele Iassanori/Sambarazzo
SalgueiroViviane Araújo

É pedir para falar o nome de uma rainha de bateria do Carnaval e, de imediato, – e quase que obrigatoriamente – exaltar Viviane Araújo. Afinal de contas, são mais de 20 anos de Passarela totalmente inebriada pelo encanto da majestade. Colecionar legiões de fãs foi mera consequência. Sem contestações, o título de “rainha das rainhas” é dela, embora a atriz, de 41 anos, não se considere melhor que nenhuma das colegas de reinado. Em 2017, Vivi completa 10 anos de Salgueiro, o suficiente para torná-la uma marca registrada dos desfiles da “Academia”.

Viviane é xodó dos ritmistas da Furiosa e também encanta a seleção de musas do Salgueiro: 'Ela é um ícone do Carnaval' | Foto: Alex Nunes / Divulgação

viviane-araujo-1
Viviane Araújo, rainha de bateria do Salgueiro – Fotos: Alex Nunes e Michele Iassanori

 

Beija-Flor de Nilópolis Raíssa de Oliveira

Rumo ao 15° carnaval seguido reinando em Nilópolis, Raissa de Oliveira, que também já posou para o Ensaio Sensual do Sambarazzo, serve para caracterizar bem o estilo Beija-Flor de ser. Em terras da maior campeã do século, a comunidade tem peso dobrado, e uma rainha de bateria com honrosas origens e, desde a infância na escola, mostra com perfeição como se define a azul e branco. Aos 26 anos, a majestade vive tão intensamente os detalhes da agremiação que o posto de rainha não parece fazer a cabeça da gata, que chegou a dizer que empurraria até carro alegórico, se perdesse o posto mais almejado do samba.

raissa-de-oliveira-beija-flor-2016-dentro-gabriel-santos-riotur

raissa-2
Raissa de Oliveira, rainha de bateria da Beija-Flor – Fotos: Gabriel Santos/Riotur e Michele Iassanori/Sambarazzo

 

Imperatriz – Cris Vianna

Aos 39 anos, a atriz Cris Vianna não perde a boa forma, a beleza (das mais marcantes da Passarela do Samba), e claro o posto de rainha de bateria da Imperatriz, ocupado por ela desde o Carnaval 2013. Mesmo com a agenda bem apertada, principalmente quando está no ar em alguma novela da TV Globo, Cris não abre mão de sempre marcar presença nas atividades mais importantes da verde e branco. Com 1,75cm de altura, a elegância e o samba no pé são armas desta rainha, que é uma das mais festejadas da Sapucaí. Mas é bom prestar bastante atenção desta vez! Cris se prepara para o último desfile como rainha de bateria da primeira tricampeã do Sambódromo.

cris-vianna-1

cris-vianna-2
Cris Vianna, rainha de bateria da Imperatriz – Fotos: Michele Iassanori/Sambarazzo e Tatá Barreto/Riotur

 

Grande RioPaloma Bernardi

Sempre muito atenciosa com os fãs, Paloma Bernardi carrega com ela, além da simpatia, muita beleza e um bocado de respaldo da comunidade de Caxias, que, de fato, adotou a atriz como uma filha e hoje a rainha é bastante querida nas terras da tricolor. Caminhando para o segundo Carnaval à frente dos ritmistas de mestre Thiago Diogo, a atriz, de 31 anos, que até já encheu os percussionistas de presentinhos, se prepara para dividir a cena com a homenageada pela escola em 2017, a cantora Ivete Sangalo, que promete tomar, involuntariamente, boa parte dos holofotes pra si. Mas, classuda que é, Paloma nem liga: até ofereceu seu posto para a cantora baiana, em caso dela querer reinar também na bateria.

paloma-1

paloma-2
Paloma Bernardi, rainha de bateria da Grande Rio – Fotos: Rogério Domingues e Marcelo Cortes

 

Vila Isabel Sabrina Sato

É Sabrina Sato chegar na quadra da Vila Isabel ou na Sapucaí, e os focos da imprensa, dos fotógrafos e dos curiosos de plantão ganham novos rumos para acompanhar cada passo da “Japa”. Ser famosa e uma das mais conhecidas rainhas Brasil afora não tiram, no entanto, a identificação da artista com os componentes e torcedores da azul e branco, que costumam se aproveitar da disposição dela em atender cada pedido de autógrafo e de selfie. Além do bom trato com os populares, a beldade está sempre ligada nas crises que eventualmente a escola passa. O ano de 2017 marca a sétima temporada seguida da apresentadora de 35 anos reinando absoluta na “Swingueira de Noel”, hoje comandada por mestre Walan Amaral. Apesar da paixão que demonstra em participar da Vila, Sabrina tá pensando em ser mãe e dar uma pausa na cobiçada função.

sabrina-1

sabrina-fernando-maia
Sabrina Sato, rainha de bateria da Vila Isabel – Foto: Michele Iassanori/Sambarazzo e Fernando Maia/Riotur

 

São Clemente – Raphaela Gomes

Rainha da São Clemente, Raphaela Gomes é a mais jovem dentre todas as rainhas do Grupo Especial. Aos 18, ela faz jus à tradição da escola em ter boa parte dos cargos preenchidos por gerações – antigas ou atuais – da família Almeida Gomes, tendo como patriarca o fundador Ivo da Rocha Gomes. E de fato parece mesmo um reino tradicional, daqueles das legítimas monarquias constituídas por conservadores clãs. O pai da jovem – Renato Almeida Gomes – é o presidente, e, aliás, sente bastante ciúme da moça; os tios – Ricardo e Roberto – são diretores; e a prima – Bruna Almeida Gomes – a antecedeu no posto de majestade dos ritmistas dos mestres Caliquinho e Gil.

rafaela-1

rafaela-2
Raphaela Gomes, rainha de bateria da São Clemente – Fotos: Michele Iassanori e Irapuã Jeferson

 

Mocidade – Carmem Mouro

Estreante no Rio de Janeiro, a angolana Carmem Mouro dá um toque estrangeiro ao palco ocupado – via de regra – pelas mais belas mulheres brasileiras, numa importação capaz de deixar qualquer balança favorável. Mas na festa tão plural quanto apaixonante que tipo de convenção poderia impedir que uma beldade de outro país estivesse por aqui? A moça africana é empresária, tem 38 anos e chegou a ser rainha de bateria no Carnaval de São Paulo, pela Pérola Negra. Ainda sem visto, a gata não participou da final de samba-enredo da Mocidade, em outubro. No início do ano, a bela deve dar o ar da graça pelas bandas de Padre Miguel.

12002128_127308447623580_6636837157873965463_n

Carmen-Mouro-capa
Carmem Mouro, rainha de bateria da Mocidade – Fotos: Reprodução/Facebook
União da Ilha – Tânia Oliveira

Mulheres famosas foram cogitadas para assumir o posto de rainha de bateria, e, no final das contas, a Ilha optou por uma estreante na festa carioca: a assistente de palco Tânia Oliveira, de 38 anos, foi a escolhida, após meses de mistério, do presidente Ney Filardi. Debutante como rainha na Sapucaí, a gata é veterana no Anhembi. Atualmente madrinha da Dragões da Real, ela tem passagens por X-9 Paulistana e Tom Maior. Sem Fátima Bernardes e Bruna Bruno, cogitadas para assumir a vaga deixada por Bianca Leão, Tânia ganhou a coroa e vai reinar à frente da bateria de mestre Ciça.

Tânia Oliveira, a rainha de bateria da União da Ilha – Foto – Divulgação/Marcelo Pereira/LigaSP

 

 

TuiutiCaroline Marins

Muito se comenta nos bastidores do Carnaval sobre as ofertas financeiras cada vez mais generosas feitas às escolas por quem sonha com o posto de rainha de bateria. Mas na Tuiuti esse papo não prospera. Recentemente, o presidente da escola, Renato “Thor”, recusou uma proposta de R$ 300 mil e não quis saber de leilão. Manteve a filha dele, Caroline Marins, como a majestade do “Paraíso”. Aos 21 anos, a herdeira de Thor vai para o segundo ano como rainha de bateria, e logo no Grupo Especial. Na primeira vez, a herdeira foi pé-quente e faturou o título da Série A com a escola de São Cristóvão.

caroline_marins_thor_nelson_malfacini_dentro

caroline
Caroline Marins, rainha de bateria da Tuiuti – Fotos: Roberto Malfacini e Irapuã Jeferson

 

Por Redação

Paloma Bernardi agradou em sua estreia à frente dos ritmistas da Grande Rio neste ano. Tanto que a escola, que muitas vezes mantém por apenas um reinado estrelas da TV no cobiçado posto de rainha de bateria, decidiu ter a atriz, que atualmente estrela novelas da Rede Record, por mais uma temporada como a tal.

paloma bernardi interna_foto marcelo cortes
Beijinho no ombro! Paloma desbancou outras proponentes ao posto de rainha e segue por mais uma temporada à frente da “Invocada” I Foto: Marcelo Cortes/Sambarazzo

A gata, que em janeiro deste ano havia revelado ao Sambarazzo que toparia qualquer proposta para se manter na tricolor de Duque de Caxias, independentemente de uma posição de destaque no desfile, participará com toda a pompa do Carnaval do ano que vem, que será em homenagem à cantora Ivete Sangalo, que chegou a ser cogitada para ser a rainha de bateria de 2017.

–  Já tenho todos os vínculos com a Grande Rio. Onde eles quiserem que eu desfile, eu desfilo com o maior prazer. No carro alegórico, como destaque de chão ou na frente da bateria, eu tô feliz – contou a atriz, que foi coroada no ano passado pelo craque Neymar, com festança na quadra.

khkh
Maior moral! Ano passado, Paloma Bernardi teve uma coroação pra lá de badalada: o craque Neymar prestigiou a atriz, que é amiga pessoal do jogador I Foto: Diego Mendes

Leia também!

Sacudiu, balançou! Ivete Sangalo agita quadra da Grande Rio: ‘Venho seminua’

Comigo é na base do beijo! Patrono da Grande Rio beija os pés de Ivete Sangalo

Rainha do mimo! Paloma Bernardi vai presentear 300 ritmistas da Grande Rio

Aconteceu! Paloma Bernardi conquista a Sapucaí na estreia como rainha

Mestre de bateria da Grande Rio, Thiago Diogo comemorou a boa nova na manhã desta quinta-feira, 14.

– Alô, bateria! Ótima notícia hoje. Nossa rainha top segue seu reinado à frente da “Invocada”, tá, queridos? – comentou o comandante dos ritmistas em seu perfil no Facebook.

khjk
Caiu nas graças! O presidente de honra Jayder Soares gostou do desempenho da beldade à frente dos ritmistas. Este ano, Paloma substituiu no posto Susana Vieira e David Brazil, dupla que reinou no Carnaval 2015 I Foto: Ag. News

 

Por Leonardo Lupi

Ocupar o cobiçado posto de rainha de bateria é o sonho de todas as musas e destaques que enchem de brilho os desfiles das escolas de samba. Quem já tem a coroa, no entanto, nem sempre tem a ambição de ficar eternamente no trono. É o caso da atriz Paloma Bernardi, dona da missão de apresentar os ritmistas da Acadêmicos do Grande Rio no Carnaval 2016.

A gata, que já desfila há 3 anos como destaque de chão na escola de Duque de Caxias, município do Rio de Janeiro, revelou ao Sambarazzo que topa qualquer parada e não se importa de cumprir com uma função de menor evidência dentro da agremiação.

–  Já tenho todos os vínculos com a Grande Rio. Onde eles quiserem que eu desfile, eu desfilo com o maior prazer. No carro alegórico, como destaque de chão ou na frente da bateria, eu tô feliz – contou a atriz, que fez sucesso com o público do Setor 1 durante o ensaio técnico da tricolor da Baixada.

paloma-bernardi-ag-news
Desapegada! Paloma Bernardi estreou como rainha da Grande Rio deixando claro que topa tudo pela escola | Foto: AgNews

O desapego de Paloma com o cargo é tão grande que a bela abre mão de fazer qualquer previsão sobre o seu futuro como majestade na Grande Rio.

– De repente, se eu conseguir conciliar com meus trabalhos, ficaria muito feliz – afirmou a rainha, que, no entanto, tem se dedicado ao máximo para satisfazer seus súditos, fazendo questão até de presentar 300 ritmistas da ‘Invocada’.

paloma-bernardi-jayder-soares-david-brazil-susana-vieira-ag-news
Rainha de primeira viagem, Paloma foi apresentada por Jayder Soares, o mandachuva da Grande Rio, para o público do Setor 1 da Avenida. Susana Vieira e David Brazil, que ocuparam o posto no último Carnaval, fizeram questão de saudar a nova estrela da bateria “Invocada” | Foto: AgNews

 

Por Luiz Felippe Reis

Quem vê o jeito todo sério do presidente de honra da Grande Rio certamente não imagina que Jayder Soares é um fã inveterado de novelas e minisséries. Sem perder um capítulo sequer, o todo-poderoso da tricolor de Caxias tem em sua sala no barracão da escola na Cidade do Samba, no Rio, uma TV de alta definição, estrategicamente posicionada em frente à mesa de trabalho. O aparelho é ligado quase que exclusivamente nos horários das tramas, e ai de quem der um pio na hora que os atores entram em cena na telinha. É que, para não perder nenhum detalhe, o dirigente exige silêncio absoluto de quem estiver por perto.

Boninho_Ana Furtado_Jayder Soares e Boni_Antonio Kampffe
Sempre bem acompanhado! Jayder Soares é amigo das grandes estrelas da TV e vive cercado delas, como o diretor Boninho e a mulher, a apresentadora Ana Furtado, e Boni – Foto: Antonio Kampffe/Divulgação

O vício nos folhetins é tanto que até no momento de ir embora do barracão Jayder normalmente corre para o carro e liga a televisãozinha do seu automóvel, de onde segue acompanhando todos os lances de “Totalmente Demais”, a novela das sete da TV Globo, até chegar em casa.

jayder_christiane torloni_paolla oliveira_interna
Jayder adora convidar seus ídolos da TV para desfilar na Grande Rio. A maioria topa, como as atrizes Christiane Torloni e Paolla Oliveira, que já ocuparam o cobiçado posto de rainha de bateria da escola – Fotos: Ag. News e Diego Mendes

Mas não é só a emissora carioca que ganha a audiência qualificada do poderoso chefão da Grande Rio. A super produção “Os Dez Mandamentos”, que chegou ao fim em novembro pela Rede Record, também contou com o ibope do manda-chuva da tricolor, que se emociona com as histórias e mostra que o jeito durão guarda só para as horas de comandar a escola nos ensaios e na Sapucaí.

– Sou noveleiro. Adoro as novelas, adoro as minisséries… Quando acaba o Carnaval, vejo até “Vale a pena ver de novo”. “Totalmente Demais” (atual novela das sete da Globo) eu gosto muito, “A Regra do Jogo” (trama das nove, também da Globo) é outra que eu assisto, e gostei muito de “I Love Paraisópolis” (folhetim das sete que antecedeu “Totalmente Demais”). “Os Dez Mandamentos” não vi tudo, mas quando comecei a ver não parei de assistir. “Além do Tempo” (que vai ao ar às 18h na Globo) também é excelente. Mas não fico só nas novelas, não, também gosto de filmes – revela Jayder Soares, que além de presidente de honra é um dos fundadores da Grande Rio.

Jayder Soares e Paulo Betti
Amigo das celebridades, Jayder Soares é muito querido pelos famosos. Na foto, o patrono da Grande Rio aparece com o ator Paulo Betti, que fez a careta para foto como o jornalista Téo Pereira, personagem que interpretou em “Império”, da TV Globo – Foto: Ag. News

Jayder se amarrou em ver o último capítulo de uma novela ao lado de estrela da trama

Apesar da fixação pelo que passa na TV, o momento mais inesquecível para Jayder Soares aconteceu fora da telinha, mais precisamente em frente à televisão. É que, em janeiro de 2014, durante a exibição do último capítulo da novela “Amor à Vida”, o patrono teve o privilégio de assistir ao encerramento da trama de Walcyr Carrasco ao lado da atriz Susana Vieira, madrinha da escola, que era dona de um dos principais papéis na obra, a complacente Pilar, mãe do carismático vilão Félix, interpretado pelo ator Mateus Solano.

– A Susana foi ao barracão experimentar a fantasia para o Carnaval, no dia do final da novela. Ela se arrumou para a festa do último capítulo no barracão, tomou banho no barracão, e fiquei muito satisfeito de ver o último capítulo com ela – lembra o sambista, famoso por ser amigo de muitas celebridades.

Jayder 03
Além do interesse natural pelo último capítulo da novela “Amor à vida”, Jayder teve honra de assistir aos momentos finais da trama ao lado de uma das principais atrizes do folhetim, Susana Vieira – Foto: Divulgação

Jayder também é fã de futebol, mas é frustrado com o esporte: “Nem sendo o dono das camisas e da bola aprendi a jogar”

Além das novelas, outra paixão nacional – e de Jayder – é o futebol. Torcedor de ocasião do Santos Futebol Clube, time mais popular da cidade de Santos, a grande homenageada do enredo da Grande Rio para o Carnaval 2016, o presidente de honra jura que não torce para nenhum clube em especial. Mesmo sem equipe pra se apegar, o patrono revela que o esporte bretão é uma frustração para ele.

– Eu adoro futebol. Aliás, essa é a minha grande frustração na vida. Nunca consegui aprender a jogar bola. Era novo, tentava de tudo, mas não adiantava, eu não era bom jogador. Agora você imagina… nem eu sendo o dono das camisas e da bola, consegui aprender – conta, ao risos.

Jayder-Soares_Vicente-Rodrigues_Divulgação
Expert em novelas, Jayder curte um bom futebol, mas admite uma frustração com o esporte: “Nunca consegui aprender a jogar” – Foto: Divulgação/Vicente Rodrigues

Apesar de curtir esporte e TV, se tivesse de escolher entre o final de um campeonato brasileiro e o último capítulo de uma novela, Jayder Soares é categórico.

– Com certeza, ficaria com o final da novela – finaliza.

Parte integrante do dia a dia do comandante da Grande Rio, a televisão é conhecida por ser uma grande fábrica de sonhos. Só que o maior sonho de Jayder ainda não foi possível realizar: o título do Carnaval carioca. Será que rola em 2016? Na luta pelo por seu primeiro campeonato, a tricolor de Caxias será a quarta escola a desfilar no Domingo de Carnaval, pelo Grupo Especial, com o enredo “Fui no Itororó beber água, não achei, mas achei a bela Santos, e por ela me apaixonei”, desenvolvido pelo carnavalesco Fábio Ricardo.

Por Luiz Felippe Reis

Das finais de samba-enredo do Grupo Especial do Rio, certamente a mais badalada foi a da Grande Rio. Embora o foco do evento fosse escolher a trilha sonora do enredo “Fui no Itororó beber água, não achei. Mas achei a bela Santos, e por ela me apaixonei…”, toda a agitação do evento, realizado há pouco mais de duas semanas, girou em torno da presença do craque Neymar na quadra da escola de Duque de Caxias.

Neymar e Paloma Bernardi
Enquanto esteve na Grande Rio, o midiático Neymar coroou a nova rainha de bateria da tricolor, a atriz Paloma Bernardi, e ainda deu a maior moral pra bateria de mestre Thiago Diogo – Foto: Diego Mendes

O que ninguém na escola poderia imaginar é que o jogador do Barcelona viraria, de modo espontâneo, uma espécie de garoto-propaganda dos mais eficazes para a tricolor. É que a escola da Baixada Fluminense está colhendo os frutos da célebre visita de Neymar à final de samba-enredo. O motivo? Nas quase duas horas em que passou na quadra, o capitão da seleção brasileira usou, por longos minutos, o boné da “Invocada” (nome da bateria da tricolor). Num marketing sem precedentes para a bateria de mestre Thiago Diogo, o parceiro de Messi no Barça posou para fotos das principais agências de notícias do mundo e do Brasil com o acessório personalizado.

Mestre de bateria está recebendo encomendas de todo o mundo

O comandante dos ritmistas de Caxias, que costuma vender o objeto por R$ 40,00 para os fãs do Carnaval, agora tem tido dificuldades para lidar com pedidos, que chegam dos quatro cantos do planeta.

– Neymar tá me deixando louco! Desde a final, recebi pedidos de vários lugares. Um cara do Catar (país asiático) me enviou um pedido de cem bonés. Da Arábia Saudita também recebi várias encomendas. Pará, Amazonas e outros estados brasileiros também me pedem, nem consegui responder as mensagens inbox pedindo os bonés, tá complicado. Não estamos conseguindo atender à demanda, tô querendo criar um mecanismo pra vender através do Mercado Livre (site de compra e venda de produtos online) – conta Thiago Diogo, que estreou neste ano pela Grande Rio e atingiu a nota máxima do quesito, feito que a escola não conseguia há sete carnavais.

neymar grande rio 2
Garoto-propaganda! No palco com a bateria, Neymar prestigiou os ritmistas de mestre Thiago Diogo r vestiu o boné da “Invocada” – Foto: Diego Mendes

Entre os ritmistas da Grande Rio, Neymar fez a festa da rapaziada da bateria posando para incontáveis selfies com os percussionistas e com o mestre Thiago Diogo, que aprovou a estrela de 23 anos.

– Ele é muito legal, me impressionou. Como é educado, gente fina, super tranquilo. Ele foi lá no meio dos ritmistas na maior boa vontade, a galera fez um monte de foto com ele. Não teve muito alvoroço, não. Achei que fosse pior. Se bem que a Grande Rio costuma receber artista, então o povo está acostumado – finaliza.