Tags Artigos com tags "samba"

samba

Por -

Por Redação

O coordenador da ala de passistas do Acadêmicos do Salgueiro, Carlinhos Salgueiro, está pedindo ajuda nas redes sociais para localizar o pai. Segundo informações do dançarino, Manoel Borges, de 73 anos, desapareceu nesta segunda-feira, 12, por volta do meio-dia, quando teria ido buscar mamão para fazer um doce, no Morro da Formiga, na Tijuca, Zona Norte do Rio. Desde então, não foi mais visto.

Amigos estão pedindo ajuda nas redes sociais para encontrar pai de Carlinhos Salgueiro – Foto: Reprodução

Carlinhos conta que o pai sofre de Alzheimer (doença que não tem cura e causa perda de memória):

– Cheguei de Pelotas (RS) e soube dessa notícia. Ele já sumiu outras vezes, mas agora está sendo mais grave. Estamos mobilizando muita gente para tentar encontrá-lo.

Pai de Carlinhos Salgueiro está desaparecido desde a última segunda-feira – Foto: Arquivo

Ajuda de celebridades

Amigo de famosos, Carlinhos está contando com a colaboração de algumas personalidades. A funkeira Jojo Todynho, por exemplo, fez um stories (postagem instantânea que fica 24 horas ativa no Instagram) pedindo informações sobre o paradeiro de Manoel.

– O pai do Carlinhos do Salgueiro está desaparecido. Quem tiver alguma informação, avisa, por favor, gente – pediu Jojo.

Obrigada amiga

Posted by Carlinhos Salgueiro on Tuesday, November 13, 2018

A funkeira Mc Rebecca também cobrou ajuda.

Familiares de Manoel Borges registraram o caso na 19ª DP (Tijuca).  Quem tiver informações pode repassar ao Disque-Denúncia, no (21) 2253-1177. Ou também no (21) 97992-9056, falar com Roberta Borges.

– Estamos muito preocupados. Está nas mãos de Deus – completa Carlinhos Salgueiro.

*Foto de capa: Montagem/Sambarazzo

Por -

Por Redação

Os tamborins estão começando a esquentar pelas quadras do Carnaval carioca, enquanto os ânimos (e o verbo) seguem como o de costume: fervendo. O povo do samba não costuma ter papas na língua e não pensa duas vezes antes de colocar a boca no trombone quando a intenção é defender a sua festa e a sua gente.

Nas frases mais expressivas dos últimos dias, os bambas deram cobertura uns aos outros – a cantora Alcione, por exemplo, rebateu críticas à rainha de bateria Evelyn Bastos após a prisão do presidente Chiquinho da Mangueira –, e exaltaram figuras importantes para a história do espetáculo (o carnavalesco Paulo Barros e a porta-bandeira Lucinha Nobre, da Viradouro e da Portela, rasgaram seda para Monarco, da azul e branco de Madureira, e para a carnavalesca da escola, Rosa Magalhães).

Também houve quem tenha feito questão de mostrar que a peteca não vai cair: Kamila Reis, da Porto da Pedra, discursou emocionada sobre a diversidade proporcionada pela folia e o presidente da Riotur, Marcelo Alves, disse que ainda não podemos descartar a realização dos ensaios técnicos para 2019.

CONFIRA AS PRINCIPAIS FRASES DOS SAMBISTAS!

“Evelyn é uma grande rainha de bateria. Portanto, merece todo o nosso respeito…”

Alcione, em resposta a um usuário do Instagram que cobrava posicionamento da rainha de bateria Evelyn Bastos sobre a prisão do presidente Chiquinho da Mangueira pela Operação Lava-Jato. A declaração foi publicada nos comentários de uma publicação do Sambarazzo.

Alcione defendeu Evelyn Bastos de comentários maldosos no Instagram | Foto: Divulgação

“Ninguém chuta cachorro morto!”

Evelyn Bastos, rainha de bateria, em resposta a esse e outros ataques que tem sofrido através das redes sociais desde que foi noticiado o episódio envolvendo o presidente da Mangueira. Ela está acostumada a debater política na web e frequentemente precisa lidar com comentários controversos.

Rainha da Mangueira, Evelyn foi cobrada a se posicionar sobre a prisão do presidente da escola | Foto: Dhavid Normando/Riotur

“Nós estamos conversando com várias empresas. Estamos caminhando. Não posso descartar, nem assegurar, por enquanto. Não podemos descartar (o retorno dos ensaios) de jeito nenhum!”

Marcelo Alves, presidente da Empresa de Turismo do Rio de Janeiro, a Riotur, sobre a possibilidade de os treinos na Sapucaí voltarem a acontecer ainda nesta temporada.

Presidente da Riotur, Marcelo Alves não descartou os ensaios técnicos para o Carnaval de 2019 | Foto: Irapuã Jeferson/Sambarazzo

“Ganhei o dia! Que honra receber essa visita e ainda ganhar a última obra dessa lenda viva. Mestre Monarco, o único! Portela!”

Paulo Barros, carnavalesco da Viradouro, ao compartilhar uma foto do encontro com o baluarte da Velha Guarda portelense na Cidade do Samba. O artista foi presenteado com um exemplar autografado no álbum “De todos os tempos”, recém-lançado por Monarco.

Monarco foi até o barracão da Viradouro para presentear Paulo Barros | Foto: Reprodução/Instagram

“Para ter disputa fake, é melhor encomendar. Pode não ser o melhor dos mundos, revigorar as alas é necessário também, mas fazer disputa com encomenda velada é muito pior que assumir essa condição a todos.”

André Diniz, compositor dos mais conhecidos nas disputas de samba, saindo em defesa da encomenda de samba em entrevista concedida ao site Carnavalesco. Ele é um dos autores do hino oficial da Grande Rio, feito a partir do pedido da tricolor.

Super-premiado, o compositor André Diniz disse preferir sambas sob encomenda no lugar de disputas com cartas marcadas | Foto: Irapuã Jeferson

“Infelizmente, estamos vivendo uma realidade na qual não gostaríamos de estar. Só basta rezar e entregar na mão de Deus, e emanar o bem ao universo, pensar positivo e acreditar que Ele é justo aos seus.”

Rafaela Theodoro, porta-bandeira da Imperatriz Leopoldinense, após ter recuperado o carro que havia perdido num assalto na semana passada.

Rafaela Theodoro lamentou o estado da segurança pública no Rio após ser assaltada | Foto: Gabriel Monteiro/Riotur

“Sabe porra nenhuma de Carnaval, é um grande nome lá pras negas dele.”

Milton Cunha, carnavalesco que atualmente é comentarista de carnaval da TV Globo, ao saber que o estilista francês Jean Paul Gaultier foi convidado a desenhar uma fantasia da Portela, que tem à frente da produção artística a veterana Rosa Magalhães.

Jean Paul Gaultier x Milton Cunha I Fotos: Reprodução Facebook/Sambarazzo

“Foi um dos momentos mais bacanas que eu presenciei na minha vida. Dois artistas de grande porte numa reunião, trocando ideias e criando juntos. Muito bonito quando a arte se mistura com respeito e admiração. O mundo do samba e o mundo da moda, através de dois grandes mestres, unidos com um só objetivo, que é fazer uma escola campeã!”

Lucinha Nobre, porta-bandeira da Portela, sobre a parceria do estilista Jean Paul Gaultier e a carnavalesca Rosa Magalhães. Os dois criaram um figurino para o desfile da azul e branco.

Lucinha Nobre disse que encontro entre Gaultier e Rosa foi “um dos melhores momentos da vida” | Fotos: Arquivo pessoal e Divulgação

“O samba não dá brechas para que o preconceito se instale. Aqui, o negro é aplaudido e exaltado. O homossexual não é apontado. O estrangeiro é recebido de braços abertos. A população indígena é homenageada. As travestis são destaques. O pobre e o rico caminham lado a lado.”

Kamila Reis, rainha de bateria da Porto da Pedra, em discurso durante a própria festa de coroação.

Kamila Reis afirmou que admira a democracia do samba durante sua coroação na Porto da Pedra | Foto: Irapuã Jeferson/Sambarazzo

Por -

Por Redação

O deslizamento de uma encosta em Niterói, na Região Metropolitana do Rio, que até o momento vitimou fatalmente 15 pessoas, sensibilizou alguns dirigentes do Carnaval. O presidente da Viradouro, Marcelo Calil Filho, usou as redes sociais para informar que o ensaio de rua da vermelho e branco deste domingo, 11, foi cancelado em virtude da tragédia.

Vermelho e branco de Niterói cancelou o ensaio de rua deste domingo – Foto: Reprodução Instagram

A Viradouro, que é de Niterói, ensaiaria na Rua Craveiro Lopes, que é perto do cemitério onde os corpos das vítimas do deslizamento estão sendo enterrados. Portanto, não haverá mais o treino deste domingo.

Além disso, Marcelinho Calil disponibilizou a quadra da escola (Avenida do Contôrno, 16, Barreto) como um dos pontos para receber doações para os sobreviventes da tragédia.

Tragédia deixou pelo menos 15 mortos, além de dezenas de desabrigados – Foto: José Lucena/EFE/EBC

Toneladas de alimento

O vice-presidente da Vila Isabel, Luiz Guimarães, foi outro que estendeu a mão a quem sobreviveu ao deslizamento. Ele postou no Instagram que estava ajudando com cinco toneladas de alimentos. Nas imagens, aparece um caminhão carregado com os donativos.

Alimentos serão doados para as vítimas da tragédia em Niterói – Fotos: Reprodução Instagram

O deslizamento

De acordo com informações do G1, o Corpo de Bombeiros de Niterói foi acionado por volta das 4h13 de sábado, 10. Dez imóveis, sendo nove residenciais e uma pizzaria, desabaram após deslizamento de um pedaço da encosta.

A Defesa Civil municipal disse que houve a ruptura de um maciço numa área de preservação ambiental acima da comunidade Boa Esperança. Choveu bastante na Região Metropolitana desde quarta-feira, 7. Ainda segundo a Defesa Civil, a região não era diagnosticada como de alto risco geológico dentro do mapeamento do Departamento de Recursos Minerais do Governo do Estado (DRM), que norteia a atuação da Defesa Civil.

*Foto de capa: José Lucena/EFE/EBC

Por -

Por Redação

O carnavalesco Leandro Vieira voltou a dar detalhes do desfile da Mangueira do ano que vem. Neste sábado, 10, o artista postou fotos nas redes sociais das fantasias que algumas composições dos carros da escola irão usar na Sapucaí.

Fantasias de composições dos carros da Mangueira foram divulgadas nas redes sociais – Fotos: Divulgação

 

“De muitas cores, de muitos formatos, e de muitos ‘temas’, as fantasias são parte do conjunto alegórico que, ora dá início, ora encerra a abordagem histórica dos setores que em sequência narram a proposta do enredo que desenvolvo para a querida verde e rosa!”, escreveu Leandro.

Na próxima semana, fantasias estarão disponíveis no site da Mangueira – Foto: Divulgação

As imagens das roupas, que estarão à venda a partir da semana que vem, estarão disponíveis no site da agremiação. Os contatos dos responsáveis de cada figurino também poderão ser encontrados no endereço eletrônico.

Mês passado, a Mangueira já tinha divulgado os modelos das fantasias comerciais. Os figurinos revelam personagens que ajudarão a contar o enredo “História pra ninar gente grande”. O tema faz uma crítica sobre a “versão oficial” da história do Brasil, contada nos livros.

Leandro Vieira divulgou as roupas neste sábado, após prisão do presidente da verde e rosa – Fotos: Divulgação

 

Lava-Jato! Presidente está preso

Na última quinta-feira, 8, o presidente da Mangueira, Francisco Manoel de Carvalho, o Chiquinho da Mangueira, foi preso por agentes da polícia federal, no Rio de Janeiro. Ele foi alvo da operação “Furna da Onça” — desdobramento da “Cadeia Velha”, da Lava-Jato.

Chiquinho da Mangueira foi preso em operação da Polícia Federal – Foto: Arquivo

De acordo com a denúncia que baseou a prisão do dirigente, Chiquinho, que ocupa o cargo há 15 anos de deputado estadual, atualmente pelo Partido Social Cristão (PSC), teria recebido seis pagamentos no valor de R$ 500 mil entre dezembro de 2013 e fevereiro de 2014, período em que a Mangueira se preparava para desfilar pela primeira vez sob a administração dele. Ainda segundo a investigação, um grupo pagava propina a deputados para que patrocinassem interesses do grupo do ex-governador Sérgio Cabral, preso desde 2016.

Em nota, a assessoria de imprensa de Chiquinho da Mangueira negou as acusações, dizendo que são “infundadas e inverídicas” as denúncias de que teria recebido valores milionários em propinas.

*Foto de capa: Divulgação

Por -

Por Redação

A União da Ilha já divulgou algumas fantasias que vão ilustrar o desfile do ano que vem. Ao falar das roupas que criou, o carnavalesco Severo Luzardo aproveitou a prosa com o Sambarazzo para rebater alguns comentários que andaram circulando na internet, afirmando que o barracão da escola na Cidade do Samba, no Rio de Janeiro, estava atrasado.

Tudo fluindo! carnavalesco Severo Luzardo nega que barracão da Ilha esteja atrasado – Fotos: Reprodução Instagram

– Não estamos atrasados, já temos três carros (serão cinco, no total) e um tripé em andamento. Já iniciamos trabalho de fibra, escultura. Minha comunidade pode ficar tranquila. A gente responde é com trabalho, o andamento do barracão está normal. Somente a decoração do abre-alas que vamos deixar para depois do Ano Novo – respondeu Severo.

O carnavalesco prometeu ainda, a título de animar os torcedores da escola, postar diariamente fotos nas redes sociais mostrando detalhes do que está produzindo com a equipe da agremiação.

Carnavalesco prometeu postar fotos diariamente mostrando os trabalhos no barracão da Ilha – Foto: Reprodução Instagram

Fantasias terão peças do Ceará

Assim como a Tuiuti, a tricolor insulana também homenageará o estado nordestino na Avenida. A Ilha terá os escritores cearenses, Rachel de Queiroz e José de Alencar, como condutores do tema. Para dar maior veracidade aos figurinos, Luzardo optou por utilizar materiais do Ceará.

De acordo com ele, na próxima semana, chegarão no barracão mais de 12 mil peças do artesanato cearense, que irão compor os figurinos da escola para 2019.

Fantasias da Ilha serão confeccionadas com peças vindas do Ceará – Foto: Divulgação

– A gente quer mostrar a essência do Ceará, da obra de Rachel e Alencar. Fui várias vezes ao Ceará, em todas as regiões do estado, e fui fazendo contatos do que se tinha de melhor por lá. Por exemplo, na fantasia ‘Fósseis de Cariri’, toda a estampa foi feita lá. Estamos o tempo inteiro com essa integração com o Ceará – revelou Severo.

Num dos setores da escola, o carnavalesco vai incluir os famosos bordados de filé (espécie de bordadura feita em redes de fios). O artista encontrou cearenses para realizar o trabalho para a tricolor da Ilha do Governador.

Figurino lembra a moda do artesão Espedito Seleiro

– Como vou fazer bordado de filé aqui? Ou eu inventava aqui ou trazia de lá. Então conseguimos achar um núcleo de bordadeiras de uma cidade que está fazendo pra gente. Ou seja, eu poderia fazer tudo fake, mas estou trazendo da mão de lá. Isso gera um outro sentimento quando o componente veste a fantasia – destacou o carnavalesco.

A Ilha ainda divulgou outras três roupas. Os contatos dos responsáveis de cada ala podem ser encontrados no site oficial da escola.

A agremiação será a quarta a desfilar na Segunda-Feira de Carnaval.

Veja outras fantasias da União da Ilha:

*Foto de capa: Reprodução Instagram

Por -

Por Redação

Camila Morgado foi convidada pela Vila Isabel para interpretar Princesa Isabel na Sapucaí. A atriz, que é nascida em Petrópolis, enredo da azul e branco para 2019, gravou no último fim de semana a introdução do samba-enredo da agremiação para a faixa oficial do CD das escolas de samba.

Camila gravou a introdução da faixa do samba-enredo da Vila para 2019 – Foto: Divulgação/Globo/Raquel Cunha

No ar atualmente como a professora Gabriela de “Malhação”, da TV Globo, Camila posou para fotos com os principais integrantes da Vila Isabel, mas ainda não deu o esperado “sim” à escola. No entanto, espera aceitar o convite para viver na pista de desfiles a emblemática princesa, famosa por assinar o termo que aboliu a escravidão no Brasil.

Princesa Isabel, retratada por Joaquim José Insley Pacheco (1887)

– Estou esperando pra saber se não terei que gravar no dia do desfile. Alguns atores da ‘Malhação’ terão que fazer uma viagem. Meu núcleo acho que não irá, mas ainda não sabemos. Quero muito ir pra Avenida e interpretar a princesa Isabel. Foi o André (Diniz, compositor) quem me fez o convite, e fiquei muito feliz. Estou superemocionada – disse Camila.

O compositor André Diniz foi responsável por convidar a atriz para a gravação do CD – Fotos: Rafael Arantes/Divulgação

Homenagem para Marielle

A Vila Isabel será a segunda a desfilar na segunda-feira de carnaval. O enredo ”Em nome do Pai, do Filho e dos Santos, a Vila canta a cidade de Pedro” é desenvolvido pelo carnavalesco Edson Pereira.

Dentro do desfile, haverá uma homenagem à vereadora Marielle Franco (PSOL), assassinada no dia 14 março deste ano no Rio de Janeiro, num crime que chocou o mundo. Edson prepara uma ala que vai representar o empoderamento do negro na sociedade. Dentro do contexto, surgirá uma alusão à vereadora morta.

*Foto de capa: Divulgação/Globo/Raquel Cunha

Por -

Por Redação

No Brasil, Neguinho da Beija-Flor já faz sucesso há muitos carnavais. O que o intérprete mais famoso do mundo do samba não esperava era ganhar fãs – e muitos convites para shows – em outros países.

A carreira internacional do artista deslanchou e, em menos de um ano, Neguinho realizou a segunda turnê nos Estados Unidos, de onde acaba de voltar após se apresentar em oito cidades distintas.

Em Nova Orleans, o intérprete ganhou uma homenagem da prefeitura local – Foto: Divulgação

– Antes, eu fazia viagens internacionais uma vez ou outra, mas principalmente pra cantar em países europeus. Nos Estados Unidos, tinha ido uma vez só, no início da década de 1990, para shows em Miami. Desta vez, até recebi homenagem. Em Nova Orleans, ganhei um certificado assinado pela prefeita (LaToya Cantrell) por conta da minha presença na cidade, que está completando 300 anos de fundação, e agradecendo minha passagem por lá – festeja a voz oficial da azul e branco de Nilópolis desde 1976.

Em julho, Neguinho da Beija-Flor já havia cantando em palcos gringos, ao rodar diferentes países da Europa. Passou por lugares como Bélgica, Escócia, Holanda, França, Suiça, Itália e Inglaterra.

Neguinho da Beija-Flor voltou de uma nova turnê internacional nos EUA. No início do ano, ele já tinha feito shows por outros países – Foto: Alice Venturi/Divulgação

“Parece que os gringos estão me descobrindo agora”

Se alguém perguntasse a Neguinho o segredo de tanto sucesso em território estrangeiro, o cantor não saberia responder:

O cantor em um dos shows da turnê pelos Estados Unidos – Foto: Jose Martinez/Divulgação

– Olha, eu nem sei direito como explicar o que está acontecendo, mas parece que os gringos estão me descobrindo agora. Claro que todo artista gosta de ser prestigiado aqui e lá fora. Nos shows, tem muitos brasileiros que vão pra matar saudades de ouvir samba ao vivo. Mas o que eu também tenho notado é que muitos estrangeiros têm o primeiro contato com o samba me assistindo no palco. E curtem. Como não tenho medo de olho grande, digo mesmo: estou num momento muito feliz da minha carreira. Não poderia imaginar que isso aconteceria comigo, depois de tantos anos de estrada.

Neguinho já tem nova turnê para fazer no ano que vem – Foto: Alice Venturi/Divulgação

Neguinho já tem novas turnês marcadas para 2019. Depois do Carnaval, retorna ao Estados Unidos. Em junho e julho, fará mais uma temporada na Europa.

*Foto de capa: Alice Venturi/Divulgação

Por -

Por Redação

A Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro divulgou nesta quinta-feira, 1, o calendário de vendas dos ingressos para os desfiles do Grupo Especial. A entidade começa no próximo dia 6 de novembro a receber os pedidos de reservas dos camarotes e boxes especiais (estes no setor 07, exclusivamente). Os valores variam de R$ 38 mil a R$ 105 mil.

Já no dia 23 de novembro será a vez das reservas para compra de frisas. As de quatro lugares custam de R$ 900 a R$ 1.900. As de seis lugares variam de R$ 4.300 a R$ 8 mil.

A venda das arquibancadas especiais e cadeiras individuais do setor 12 serão comercializadas na 2ª quinzena de novembro, para quem for comprar via cartão de crédito. Os interessados em comprar presencialmente ou por telefone, deverão esperar até a 2ª quinzena de janeiro. Estes ingressos têm preços de R$ 190 a R$ 300.

Tabela com os preços das arquibancadas – Foto: Divulgação

De acordo com a liga, as arquibancadas populares (Setores 12 e 13) serão vendidas no dia 20 de fevereiro de 2019. O valor delas será de R$ 10.

Há meia-entrada para as cadeiras individuais e arquibancadas especiais e populares.

Camarotes e boxes especiais

Os interessados deverão encaminhar os pedidos no dia 6 de novembro, através do fax (21) 3032-0099, entre 9h e 13h (horário de Brasília), lembrando que o atendimento se dará pela ordem cronológica da chegada dos pedidos, conforme Termo de Compromisso assinado com o Ministério Público do Rio de Janeiro, de acordo com o limite de capacidade de cada setor da Avenida dos Desfiles. O sistema dispõe de 15 posições de recebimento simultâneo.

Quem tiver a reserva confirmada, no dia 14 de novembro deverá efetuar o pagamento da primeira de quatro parcelas, no valor de 25% do total, nos dias 21 e 22 de novembro, na Central LIESA de Atendimento (Rua da Alfândega, nº 25 – lojas B / C), no horário bancário. As outras três parcelas, também de 25%, terão vencimentos em 21 dezembro, 21 de janeiro e 21 de fevereiro de 2019.

Tabela com preços dos camarotes – Foto: Divulgação

Frisas

Estes pedidos deverão ser encaminhados através do fax (21) 3032-0099, entre 9h e 13h (horário de Brasília), no dia 23 de novembro. Neste caso, o sistema terá 30 posições de recebimento simultâneo. Para o Carnaval de 2019, assim como em 2018, as frisas de quatro lugares do setor 13, além das filas A e B, também terão disponibilizadas as fileiras C, D, E, F e G. Com isso, não haverá mais cadeiras individuais no Setor 13.

Tabela mostra preço das frisas – Foto: Divulgação

Por que o fax?

Como a Liesa é constantemente questionada sobre a utilização do fax nos procedimentos de reserva, a entidade esclarece que desde 2001 a entidade tem um compromisso de ajustamento de conduta com o Ministério Público do Rio de Janeiro referente à venda de ingressos para o Carnaval.

Sendo assim, o fax garante a segurança da transmissão da informação, pois gera um comprovante/registro de sucesso ou erro que pode ser consultado pelo cliente e pela própria Liesa.

A instituição afirma ainda que, mesmo para aqueles que não possuem fax, hoje existem diversas alternativas/aplicativos online que fazem perfeitamente o papel do aparelho do fax, possibilitando que o cliente/usuário faça a ligação e possa enviar com mais facilidade o pedido de reserva tanto para camarotes, boxes especiais e/ou frisas.

Veja dicas:

1 – Fax pelo Smartphone – Existem diversos aplicativos (apps) para celular que podem apoiar no envio de fax (alguns gratuitos, outros pagos) encontrados na Play Store (Android) ou na Apple Store (iOS). Esses aplicativos permitem que seja enviado um texto digitado no próprio celular ou até mesmo uma foto. É importante que se verifiquem as avaliações do serviço de escolha. Leia atentamente o tutorial de funcionamento do aplicativo, realizando testes antes do dia marcado para a reserva de ingressos na Central Liesa, para ter a garantia de que o serviço funciona dentro das expectativas.

2 – Para quem utiliza a internet, existem sites com serviços especializados que podem ser gratuitos ou pagos, que permitem que o cliente envie o fax utilizando o navegador.

3 – Outra opção é utilizar uma placa de fax-modem USB, que pode ser conectada em qualquer computador e dessa forma utilizar o serviço de fax oferecido pelos Sistemas Operacionais hoje existentes.

4 – As impressoras multifuncionais que possuem placa de fax internas permitem enviar dos próprios equipamentos.

5 – Para quem ainda possui a máquina tradicional para transmissão de fax, composta do aparelho ligado diretamente à linha telefônica, deve colocar a folha e discar/enviar para o número indicado a ser transmitido.

Desfiles das escolas de samba será em março de 2019 – Foto: Michele Iassanori/Sambarazzo

Desfiles

As agremiações do Grupo Especial irão se apresentar no Sambódromo no Domingo de Carnaval, dia 3 de março de 2019; na Segunda-Feira, dia 4 de março; e no Sábado das Campeãs, dia 9 de março.

*Foto de capa: Michele Iassanori/Sambarazzo

Por -

Por Redação

Com um enredo que homenageia os escritores do Ceará Rachel de Queiroz e José de Alencar, a União da Ilha do Governador quer levar para a Sapucaí em 2019 outras personalidades ilustres do estado nordestino. Na lista VIP da tricolor insulana estão nomes como o cantor Wesley Safadão, Xand (vocalista da banda Aviões do Forró), o cantor Fagner, o humorista Falcão e o deputado federal Tiririca (PR). Todos serão convidados pela direção da escola.

União da Ilha vai convidar famosos cearenses para desfilar na agremiação no ano que vem – Montagem: Sambarazzo

O comediante Tirullipa, herdeiro de Tiririca, foi outro a ser convocado e animou com o convite da agremiação. O artista, que tem milhões de seguidores nas redes sociais, gravou um vídeo falando da ansiedade pelo desfile.

– Quero agradecer a você da União da Ilha por homenagear o meu Ceará. É um orgulho! Você que faz a diferença na Sapucaí, muito obrigado pelo carinho. Esse Carnaval vai ser o melhor. Sem dúvida, estarei com vocês – avisou Tirullipa.

Da lista de humoristas, a escola já confirmou a presença da atriz Cacau Protásio no Sambódromo carioca. Ela não é cearense – nasceu em Campos dos Goytacazes, no estado do Rio -, mas é apaixonada pela escola. Cacau tem “cadeira cativa” nos desfiles da Ilha, tanto que em 2015 foi até destaque da comissão de frente da agremiação, no papel da Branca de Neve.

Cacau Protásio foi a Branca de Neve na comissão de frente da Ilha em 2015 | Foto: Fernando Maia/Riotur | Foto: Fernando Maia/Riotur

Protótipos prontos
A União da Ilha, que será a quarta a desfilar no segundo dia de desfiles do Grupo Especial, finalizou os protótipos das fantasias. As roupas das alas comerciais começarão a ser vendidas na próxima semana. O tema cearense é desenvolvido pelo carnavalesco Severo Luzardo, que segue para o terceiro ano seguido na escola.

Por -

Por Redação

Morreu neste sábado, 27, um dos mais famosos mestres de bateria do Carnaval. Jorge de Oliveira, o Mestre de Jorjão, de 66 anos, estava internado desde o mês passado por causa de um acidente vascular cerebral isquêmico.

Ex-mulher do sambista, Nanny Silva, confirmou ao Sambarazzo a informação e afirmou que ainda não há detalhes sobre o enterro. Segundo ela, Jorjão morreu às 19h49, em Barra do Piraí, no interior do Rio de Janeiro.

Mestre Jorjão teve passagem marcante na Viradouro, onde ajudou a conquistar o único título da escola – Foto: Michele Iassanori/Divulgação

Desde o ano passado, o criador da chamada “paradinha funk” sofria com problemas de saúde. Ele teve cardiomegalia (coração grande), pneumonia, infecção urinária e cirrose hepática. A família lutou para conseguir vaga em alguma unidade de saúde.

Mocidade lamentou morte do mestre de bateria pelas redes sociais – Foto: Reprodução Facebook

Mensagens de luto

O presidente da Viradouro, Marcelinho Calil, lamentou a perda do profissional. O dirigente lembrou que Jorjão teve papel fundamental na conquista do único título da vermelho e branco de Niterói no Grupo Especial. Foi em 1997, com o enredo “Trevas! Luz! A explosão do universo”, do carnavalesco Joãosinho Trinta.

– É uma notícia muito triste para o Carnaval. Um cara que marcou a história da nossa escola. O mestre de bateria do nosso único título. Recentemente, por causa do aniversário de 20 anos desse título, ele esteve lá na nossa quadra recebendo uma homenagem. Prestamos uma homenagem a um cara importante para o Carnaval e para a Viradouro. Estamos tristes com a notícia. Que ele descanse em paz – disse Calil.

Jorjão foi homenageado pela Viradouro no ano passado por causa dos 20 anos do único título da escola no Grupo Especial – Foto: Michele Iassanori/Divulgação

Outra passagem marcante de Jorjão na festa foi pela Mocidade. A verde e branco usou as redes sociais para se solidarizar com os familiares do mestre.

“Com pesar, comunicamos o falecimento do querido Mestre Jorjão, um dos maiores mestres de bateria do Brasil! Sua trajetória dispensa apresentações, e foi marcada por inovações e momentos marcantes na história do carnaval, tanto em nossa Mocidade, sua escola do coração, quanto em passagens por coirmãs.

A Mocidade Independente, através de sua diretoria, se coloca de luto. Desejamos força e que Deus esteja com seus familiares”.

A carreira

Com passagens por escolas como Viradouro, Santa Cruz, Imperatriz e Mocidade Independente, ele introduziu a batida funk em uma paradinha na Avenida. O momento aconteceu na Viradouro, em 1997, e entrou pra história do Carnaval. Naquele ano, a vermelho e branco de Niterói foi campeã com o enredo “Trevas! Luz! a Explosão do Universo”, do carnavalesco Joãosinho Trinta.

*Foto de capa: Michele Iassanori/Divulgação

Por -

Por Redação

A Mangueira apresentou neste sábado, 27, fotos de algumas fantasias do desfile do ano que vem. As imagens foram divulgadas nas redes sociais do carnavalesco Leandro Vieira.

Fantasia criada por Leandro Vieira para representar Dom Pedro I – Foto: Divulgação

Os figurinos revelam personagens que ajudarão a contar o enredo “História pra ninar gente grande”. O tema faz uma crítica sobre a “versão oficial” da história do Brasil, contada nos livros.

Pedro Álvares Cabral se transformará em ladrão no desfile da Mangueira, com dizeres de “171” – Foto: Divulgação

Sempre representado como o descobridor do país, Pedro Álvares Cabral, por exemplo, surgirá no desfile mangueirense com uma roupa de presidiário. Na fantasia de Leandro Vieira, ele ganha um contorno caricaturado, sendo associado a um “ladrão”.

Já Marechal Deodoro, um dos personagens centrais da Proclamação da República, será visto como uma figura contraditória. O carnavalesco questiona o motivo da República ter nascido sem a participação popular, proclamada por um monarquista e amigo do imperador Dom Pedro II.

Marechal Deodoro será visto como um personagem contraditório – Foto: Divulgação

Veja abaixo outras fantasias da escola:

Fantasia “Orgulho do Brasil – A arte de Antônio Francisco Lisboa” – Foto: Divulgação
Fantasia “O espírito selvagem de Cunhambebe” – Foto: Divulgação
Ala “Tributo ao abolicionista negro Luís Gama” – Foto: Divulgação
Fantasia “Sepé Tiaraju” – Foto: Divulgação
Fantasia “Levante Malê” – Foto: Divulgação

*Foto de capa: Divulgação

Por -

Por Redação

Com a ida de Elaine Azevedo para o lugar de Juliana Alves na Unidos da Tijuca, a Estácio de Sá optou por uma solução caseira para ocupar o posto de rainha de bateria em 2019. A vermelho e branco da Série A terá Leyla Barros reinando à frente dos ritmistas da “Medalha de ouro” no ano que vem.

Leyla Barros é a nova rainha de bateria da Estácio de Sá – Foto: Michele Iassanori

– Não consigo segurar a emoção. Sempre desfilei na Estácio e ser rainha é um presente que estou recebendo do presidente (Leziário Nascimento), com muito orgulho e gratidão. Realmente não esperava e até achei que era brincadeira dele quando me comunicou – disse a beldade de 28 anos, que já posou para ensaio sensual do Sambarazzo.

Leyla começou a desfilar na Estácio com 14 anos e, no último Carnaval, exibiu a barriga de nove meses em plena Sapucaí. A artista circense agora vai exibir a boa forma, conquistada com muito treino e samba no pé, à frente da bateria da escola.

Nova majestade é artista circense e já posou para ensaio sensual do Sambarazzo – Foto: Michele Iassanori

– Sou muito reservada e minha história com a Estácio é de muito amor. Fui madrinha de bateria em 2012, faço shows com a escola, mas não vivo do Carnaval. Vivo do circo, que é minha paixão. Estou de licença por conta da minha bebê, mas não parei de treinar nenhum minuto – afirmou a nova majestade da escola.

Com enredo em homenagem ao Panamá, a Estácio de Sá será a terceira escola a desfilar no Sábado de Carnaval. O tema “A fé que emerge das águas” está sendo desenvolvido pelo carnavalesco Tarcísio Zanon.

*Foto de capa: Michele Iassanori

Por -

Por Redação

A Portela fechou uma parceria inédita para o ano que vem. A azul e branco de Madureira contará com a assinatura do renomado Jean Paul Gaultier na criação do figurino de uma das alas da escola. Neste caso, o estilista francês, famoso também pelos perfumes, atuará junto com a carnavalesca Rosa Magalhães. Ele ainda será destaque de um carro alegórico da azul e branco de Madureira.

Gaultier em reunião com Rosa Magalhães na Cidade do Samba – Foto: Ricardo Lima / Experiência Única

Gaultier esteve nesta quinta-feira, 25, no barracão da Portela, na Cidade do Samba, e teve a primeira reunião de trabalho com Rosa. O estilista foi recepcionado pelo presidente Luis Carlos Magalhães e conferiu uma apresentação especial com bateria, passistas, além de conferir de perto a performance da rainha Bianca Monteiro e do casal de mestre-sala e porta-bandeira da agremiação,  Marlon Lamar e Lucinha Nobre.

Francês caiu no samba com a rainha de bateria da Portela, Bianca Monteiro – Foto: Ricardo Lima / Experiência Única

– Estamos imensamente felizes de poder fazer esta parceria com o grande artista Jean Paul Gaultier. A Portela se orgulha de receber uma personalidade tão importante no cenário internacional. E o mais importante é que ele não apenas desfilará conosco, mas criará, a quatro mãos com Rosa Magalhães, a fantasia de uma ala, algo inédito no Carnaval. Temos certeza que será uma das novidades mais esperadas pelo público da Sapucaí e pelos telespectadores. Uma parceria cultural, sobretudo, mas que aponta para a tão buscada internacionalização da marca da escola – disse Luis Carlos Magalhães.

Estilista foi recebido com show dos principais segmentos da Portela – Foto: Léo Cordeiro/Divulgação

Em 2019, a Portela entrará no Sambódromo com o enredo “Na Madureira moderníssima, hei sempre de ouvir cantar uma sabiá”, sendo a terceira escola a desfilar na Segunda-Feira de Carnaval. O tema vai relembrar a trajetória da cantora Clara Nunes.

O estilista

Jean Paul (ao centro) ainda desfilará em alegoria da azul e branco. Na foto, ele posa ao lado de Rosa Magalhães e Lucinha Nobre – Foto: Ricardo Lima / Experiência Única

Jean Paul Gaultier é um dos principais nomes do mundo da moda, tendo atuado como assistente de Pierre Cardin. Em 1976, com apenas 24 anos, lançou a própria marca. Apelidado de “Enfant Terrible” (criança terrível), Jean Paul já fez trajes para Madonna, na década de 90, e promoveu o uso de saias, especialmente, para os homens.

Gaultier causou grande impacto ainda nos desfiles ao usar modelos pouco convencionais, como homens idosos, mulheres gordas, além de pessoas tatuadas e com piercings.

*Foto de capa: Ricardo Lima / Experiência Única 

Por -

Por Redação

Pelo segundo ano consecutivo, o intérprete da Vila Isabel foi o artilheiro das disputas de samba-enredo. Tinga ganhou nove concursos, entre escolas do Grupo Especial e da Série A.

Na elite do Carnaval, ele chegou ao pódio de Beija-Flor, Salgueiro, Mocidade, Imperatriz Leopoldinense e União da Ilha do Governador. Ou seja, ganhou em metade das agremiações que resolveram escolher o hino de 2019 da forma tradicional (Tuiuti, São Clemente, Grande Rio e Império Serrano não fizeram concurso).

Pelo segundo ano consecutivo, Tinga é o recordista em defender sambas concorrentes vitoriosos – Foto: Eduardo Hollanda/Divulgação

Já na Série A, Tinga ajudou a embalar os sambas vencedores de Unidos de Bangu, Cubango, Império da Tijuca e Estácio de Sá. Para o cantor, o segredo é o profissionalismo como encara essa fase das escolas de samba.

– O segredo é de tudo um pouco. Mas o principal é o compromisso que eu tenho com meu trabalho. Eu também estou há muitos anos defendendo a mesma parceria. Na Mangueira, por exemplo, estou há 12 anos com os mesmos compositores (da parceria de Lequinho). Claro, tem um pouco de sorte também (risos) – brinca Tinga.

Cantor voltou para a Vila Isabel após cinco temporadas na Unidos da Tijuca – Foto: Eduardo Hollanda/Divulgação

Apesar do sucesso, o intérprete diz que não passou a ganhar cachês mais generosos.

– Não aumenta. Como são parcerias de anos, é tudo conversado. Já chegou até em que meu valor diminuiu, um pouco – recorda o cantor, que exibe um visual mais magro por conta de uma cirurgia bariátrica realizada após o último desfile. 

“Meu ano com mais vitórias”, conta Diego Nicolau

Além de Cláudio Russo, que assina seis obras para o Carnaval 2019, outro compositor está comemorando a fase vitoriosa nas disputas. É Diego Nicolau, que terá cinco sambas passando pela Sapucaí no ano que vem. Ele venceu na Mocidade Independente de Padre Miguel, do Grupo Especial, além de assinar as composições das escolas Renascer de Jacarepaguá, Império da Tijuca, Cubango e Rocinha, todas da Série A.

Diego Nicolau também bateu recorde em disputas para o Carnaval 2019 | Foto: Reprodução/Facebook

– É o meu ano com mais vitórias. É a primeira vez que assino tantos sambas. A experiência conta muito. A gente vai vendo coisas que vão dando certo, procura aproveitar, não deixa repetir erros. Sem contar na troca de experiência com outros compositores. Já assinei sambas com Arlindo Cruz, Cláudio Russo, André Diniz… Isso vai enriquecendo o nosso repertório. Sou um cara muito dedicado – define Nicolau.

Em 2019, Diego completa 15 anos como compositor. Ele começou a concorrer com sambas em 2004, na Cubango, mas só foi ganhar em 2006. Desde então, Nicolau não parou. Atualmente, ainda é o intérprete oficial da Renascer de Jacarepaguá, e atua como apoio do cantor Emerson Dias no carro de som do Salgueiro.

*Foto de capa: Eduardo Hollanda/Divulgação

Por -

Por Redação

É clichê, a gente sabe, mas aqui cabe: “Quem foi rainha nunca perde a majestade”. É que Karina Costa está de volta à Unidos de Padre Miguel, que anunciou a novidade nesta terça-feira, 23, na coluna “Baticum carioca”, do Jornal Meia Hora.

Karina Costa se despediu do posto após o desfile de 2017 da Unidos de Padre Miguel – Foto: Gabriel Monteiro/Flickr Riotur

Ela chegou a ocupar por 12 carnavais consecutivos o cobiçado posto à frente dos ritmistas da “Guerreiros da Unidos”, quando decidiu se afastar, na última temporada. Karina foi então substituída por Alice Alves, que pediu desligamento da escola logo após o desfile deste ano.

Nas redes sociais, Karina não escondeu a emoção de voltar a ser dona da coroa e classificou a decisão de ficar de fora da agremiação como a “pior da vida”.

Alice Alves desfilou apenas um ano como rainha de bateria da vermelho e branco da Zona Oeste – Foto: Irapuã Jeferson

– Acho que todos já sabem o quanto eu amo a minha agremiação, e esse tempo que passei longe, achando que a decisão que eu tinha tomado era a mais certa do mundo, foi o pior da minha vida. Então, ter a diretoria me chamando novamente pra esse cargo é surreal. Vocês não fazem ideia de como eu estou me sentindo. Um dos melhores momentos eu estou vivendo agora – escreveu a rainha de bateria.

A majestade da vermelho e branco continuou o texto alfinetando quem não a queria de volta:

– Isso me deixa uma mulher mais feliz, não pela fama, e sim por representar minha comunidade, minha agremiação e minha bateria. E para todas as pessoas que eu recebi mensagens, sempre falando que eu deveria voltar, o meu muito obrigada! Vocês me incentivaram demais e pude perceber, por mais que alguns possam não gostar e me criticar, tem muitos que estavam sentindo minha falta. Vocês não sabem o prazer que é estar de volta! – completou Karina.

Karina desfilou por 12 carnavais consecutivos como rainha de bateria da Unidos – Foto: Arquivo

A Unidos de Padre Miguel será a quinta a desfilar na Sexta-Feira de Carnaval, com o enredo “Qualquer semelhança não terá sido mera coincidência”, sobre o escritor Dias Gomes. O tema é desenvolvido pelo carnavalesco João Vítor Araújo.

*Foto de capa: Gabriel Monteiro/Flickr Riotur

Por -

Por Redação

O time de beldades da Portela ganhou um reforço para o Carnaval 2019. A azul e branco de Madureira confirmou que Theba Pitylla será destaque de um dos carros da agremiação no próximo desfile. A paulista atualmente é musa da Império de Casa Verde, do Grupo Especial de São Paulo, e já foi rainha do carnaval da maior cidade do país em 2015.

Theba Pitylla vai desfilar na Portela na próxima temporada – Foto: Marcos Melo/Divulgação

A apresentação de Theba na Casa Verde rolou no último sábado, 20, durante uma festa na quadra da agremiação. Na ocasião, ela recebeu uma faixa de “Musa da Portela” das mãos do mestre-sala da azul e branco de Madureira, Marlon Lamar.

– Não tô acreditando até agora. Foi uma das maiores emoções da minha vida. Estou muito feliz mesmo. Não vejo preconceito algum por eu ser de São Paulo. São carnavais diferentes e vai dar pra fazer a ponte aérea – discursou Theba, que já posou para um ensaio sensual do Sambarazzo.

A musa paulista é amiga do mestre-sala da Portela, Marlon Lamar – Foto: Sambarazzo

Além de mostrar samba no pé no RJ e em SP, a musa atua como dançarina do programa “Domingão do Faustão”, da TV Globo. Ela ainda não sabe os detalhes de como será a participação no desfile portelense em homenagem à Clara Nunes, mas confessou ser fã da cantora.

– Só sei que venho em um carro alegórico. Passei a frequentar a Portela desde quando o Marlon entrou (para a temporada de 2018). Mas minha mãe, que é carioca, sempre falava da Portela, da Clara Nunes. Quero ficar pra sempre no Carnaval do Rio e de São Paulo – afirmou Theba, de 34 anos.

 

Theba já posou para um ensaio sensual do Sambarazzo. Ela incorporou a personagem Tieta – Foto: Arquivo

“A Portela é plural”, diz mestre-sala

Apesar do sentimento de estreia, Pitylla já desfilou pela Portela em 2018. Ela foi apoio justamente de Marlon Lamar. O dançarino foi o responsável por indicá-la para a carnavalesca Rosa Magalhães e Fábio Pavão, integrante da comissão de carnaval.

– A Portela é uma escola que aceita todas as pessoas, de todos os lugares do Brasil. É uma escola plural, que abraça todos. Eu indiquei a Theba e, para a minha felicidade, eles aceitaram. Fiquei muito feliz. Só tenho agradecer – declarou o mestre-sala.

Theba ainda não sabe detalhes sobre a participação no desfile da Portela – Foto: Marcos Melo/Divulgação

No ano que vem, a Portela será a terceira a desfilar na Segunda-Feira de Carnaval. O enredo é “Na Madureira moderníssima, hei sempre de ouvir cantar uma Sabiá”, da carnavalesca Rosa Magalhães.

*Foto de capa: Marcos Melo/Divulgação

Por -

Por Redação

Com a saída de Jack Pessanha para o Salgueiro, a Unidos da Tijuca foi atrás de Raphaela Caboclo para ocupar o cargo de primeira porta-bandeira da agremiação. Ela, que foi dispensada do Império Serrano após quatro temporadas, não esconde a emoção de poder defender o pavilhão tijucano.

Raphaela encara a oportunidade como um recomeço na carreira, já que tinha pensado que ficaria de fora da festa em 2019. E a dançarina vai além. Caboclo chegou a acreditar que nunca mais teria uma chance no Carnaval.

Raphaela Caboclo volta a dançar com Alex Marcelino, que irá para o segundo ano consecutivo na Tijuca – Foto: Mauro Samagaio/Divulgação

– Se eu não disser que eu não pensei (em desistir do Carnaval), eu estaria mentindo. Pensei, sim, mas mudei de ideia rapidamente. Eu já tinha aceitado que pra 2019 não desfilaria, tinha outros planos. Só que, em casa, meus pais me ensinaram que na vida nada é em vão. Tudo tem um propósito. Então surgiu  a oportunidade na Tijuca, nunca iria imaginar. Fiquei muito, muito feliz. Dançar é minha vida. Amo fazer isso – vibra.

Na escola do Morro do Borel, Raphaela retoma a parceria com o mestre-sala Alex Marcelino. Os dois formaram o primeiro casal da verde e branco da Serrinha entre 2011 e 2013.

Caboclo pensou que ficaria de fora do Carnaval, antes do convite da Tijuca – Foto: Mauro Samagaio/Divulgação

– É a retomada de uma parceria bem-sucedida. Alex foi meu parceiro em momentos cruciais. Temos uma história muito bacana e forte. Isso me transmite uma segurança enorme – completa a dançarina.

Trabalho com Laíla

Raphaela ainda revelou que Laíla, novo coordenador geral de carnaval da escola, foi crucial para a contratação. A porta-bandeira nunca trabalhou com o diretor, que saiu da Beija-Flor após mais de 40 anos, entre idas e vindas, mas que quer fazer de tudo para a honrar a confiança depositada nela.

– É uma responsabilidade muito grande trabalhar com ele. O Laíla é símbolo de conhecimento no Carnaval. Nem nos meus melhores sonhos eu poderia imaginar isso. A comunidade também está me recebendo muito bem. Isso só me motiva ainda mais – conclui Raphaela Caboclo.

Raphaela foi dispensada do Império Serrano, onde ficou por quatro temporadas – Foto: Flickr Riotur

No ano que vem, a Tijuca será a última a desfilar no Domingo de Carnaval, com enredo sobre a história e simbologia do pão. No último sábado, 13, a agremiação escolheu o samba da parceria de Márcio André, Daniel Katar, Diego Moura, Channel, Maia, Renan Filho, Edson Carvalho e Junior Trindade como hino oficial de 2019.

Veja abaixo o clipe oficial do samba-enredo da Unidos da Tijuca!

*Foto de capa: Mauro Samagaio/Divulgação

Por -
Renato Lage vai para o segundo ano consecutivo na Grande Rio. Ele trabalha em parceria com a mulher, a carnavalesca Márcia Lage, com quem já fazia dupla no Salgueiro | Foto: Arquivo

Por Redação

Considerado um dos melhores carnavalescos da atualidade, Renato Lage completará, em 2019, 40 anos do primeiro trabalho solo no Carnaval, quando assinou o enredo sobre Delmiro Gouveia, um visionário industrial nordestino, na Unidos da Tijuca. Ao longo da carreira, o artista sempre teve relacionamentos longos com as poucas agremiações pelas quais passou. São elas Tijuca, Império Serrano, Mocidade e Salgueiro. Desde a última temporada, está com a mulher, a carnavalesca Márcia Lage, na Grande Rio.

Renato Lage vai para o segundo ano consecutivo na Grande Rio. Ele trabalha em parceria com a mulher, a carnavalesca Márcia Lage, com quem já fazia dupla no Salgueiro | Foto: Arquivo

Para Lage, a permanência por tanto tempo nas escolas — somente na vermelho e branco ele ficou por 15 temporadas — permite que ele crie uma identidade com a agremiação. E justamente o que ele pretende fazer na tricolor de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, conforme revelou em entrevista ao Sambarazzo.

— Eu e a Márcia estamos imprimindo o nosso trabalho na Grande Rio. Imprimindo uma linha de um carnaval com mais alegria, irreverência e humor. É uma nova cara para a Grande Rio. A escola deu pra gente um papel em branco. É uma escola que está renascendo, depois do que aconteceu no ano passado (a agremiação seria rebaixada, mas uma decisão plenária da Liesa decidiu manter 14 escolas no Grupo Especial em 2019). Ou seja, a Grande Rio está buscando uma identidade, identidade que ela tem condições de ter. Estamos renascendo junto com a Grande Rio nessa nova caminhada — declarou Renato Lage.

O sexto e último carro da Grande Rio no desfile sobre Chacrinha só entrou na pista com a ajuda de reboques. Problema prejudicou o desempenho da escola | Foto: Sambarazzo

O carnavalesco e Márcia Lage irão para o segundo ano na escola caxiense e desenvolvem o tema “Quem nunca? Que atire a primeira pedra!”, sobre os maus hábitos dos brasileiros. O casal promete, inclusive, fazer uma provocação no passado recente da própria instituição.

“Enredo é um alerta”, diz carnavalesco

A sinopse do enredo, logo no parágrafo de abertura, faz um mea-culpa sobre o fato que mais deu o que falar após o último Carnaval: a polêmica virada de mesa que impediu que Grande Rio e Império Serrano, as duas rebaixadas pelo júri técnico da Liesa, caíssem de grupo.

Escola de Caxias fará uma autocrítica sobre a virada de mesa no enredo do ano que vem | Foto: Divulgação
— Vamos fazer uma autocrítica, mas o enredo não é só isso. Nós abordamos a educação, através da falta de educação, por ser uma coisa mais irreverente. Esse enredo é um alerta. Queremos conversar com cada um de nós. Tenho certeza que muitas carapuças vão cair — completou o carnavalesco.

Por -

Por Redação

Mudança na Vila Isabel! Após ter desfilado como princesa da bateria no último desfile, tendo dividido espaço com a rainha de bateria Sabrina Sato, Dandara Oliveira voltou ao posto de musa da agremiação. A beldade ainda não sabe exatamente em que parte da escola irá desfilar em 2019, mas garante não ter ficado chateada. Pelo contrário! Agradeceu pela oportunidade concedida na última temporada.

Dandara desfilaria ao lado do marido, o mestre de bateria da escola, Macaco Branco – Foto: Eduardo Hollanda / Divulgação

– São 24 anos de Vila Isabel. Comecei na escola com apenas 6 anos. No último desfile, o então presidente Bernardo (Belo) me deu esse presente de desfilar na frente da bateria junto com a Sá (Sabrina Sato). Representei toda a minha comunidade. Agora, volto a ser musa. Não fiquei chateada até porque o meu marido é o mestre (ela é casada com Macaco Branco). Não estarei de corpo presente, mas meu marido estará. E a Sá, que é minha irmã – define Dandara.

Prestes a ter a primeiro filha, Sabrina Sato está garantida no posto de rainha de bateria da Vila no ano que vem. A apresentadora é a dona da cobiçada coroa desde 2011. Foi Dandara quem deu as primeiras aulas de samba para a “japa”:

Dandara é muito amiga de Sabrina Sato e prometeu ensinar a filha da apresentadora a sambar – Foto: Irapuã Jeferson

– Agora tenho a missão de ensinar também pra essa menina linda que vai nascer (risos) – brinca Dandara.

A Vila Isabel será a segunda a desfilar na Segunda-Feira de Carnaval. O enredo é sobre a cidade de Petrópolis e está sendo desenvolvido pelo carnavalesco Edson Pereira.

*Foto de capa: Irapuã Jeferson

Por -

Por Redação

A Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Liesa) e representantes das 14 escolas do Grupo Especial se reuniram com a Prefeitura do Rio de Janeiro nesta terça-feira, 9, para definir os detalhes da verba que será destinada a cada uma das agremiações para o desfile de 2019. De acordo com Jorge Castanheira, presidente da Liesa, a subvenção será a mesma do último Carnaval: R$ 1 milhão.

A expectativa agora é de que quando ocorrerão os repasses e em quantas parcelas será paga a quantia. O prazo, segundo Castanheira, será definido até o fim da semana.

Representantes das 14 escolas do Grupo Especial participaram de reunião na sede administrativa da Prefeitura do Rio | Foto: Irapuã Jeferson

— A reunião foi boa. Estamos vendo agora o planejamento do recebimento desses recursos. Claro que, quanto mais rápido, melhor. Mas a gente entende a dificuldade orçamentária de todos os municípios. É uma crise financeira que atinge o país inteiro. Dentro do bom senso e do equilíbrio, vamos encontrar uma solução pra viabilizar esse Carnaval — explicou Castanheira.

Para a última temporada, a prefeitura depositou a subvenção em três vezes: uma parcela de R$ 450 mil foi paga em novembro; outra de R$ 450 mil em dezembro; e a última, de R$ 100 mil, entrou nos cofres das escolas após a prestação de contas das mesmas – ainda há pendências de algumas agremiações nesse sentido.

Jorge Castanheira voltou a afirmar que a volta dos ensaios técnicos faz parte do planejamento da Liga, mas que depende de verba privada | Foto: Irapuã Jeferson

Além dos representantes de todas as escolas do Grupo Especial, participaram da reunião na sede administrativa da Prefeitura do Rio, no Centro, o presidente da Riotur, Marcelo Alves, o secretário municipal de Fazenda, César Barbieiro, e o secretário municipal da Casa Civil, Paulo Messina. O encontro durou pouco mais de duas horas.

Samba vai de Uber

Além da verba pública, as escolas do Grupo Especial irão receber mais R$ 500 mil do aplicativo Uber.

O presidente da Liga, Jorge Castanheira, voltou a dizer que a entidade está trabalhando pela volta dos ensaios técnicos, mas que depende do patrocínio do setor privado. A Liesa trabalha com a possibilidade da Uber também patrocinar os treinos na Avenida.

— Nossa expectativa é encontrar uma solução logo. É o nosso projeto voltar com os ensaios técnicos, mas não sei se vai confirmar. Até o fim dessa semana, vamos marcar uma nova reunião pra decidir isso – declarou Jorge Castanheira.

Os ensaios técnicos foram cancelados para 2018 em virtude da falta de recursos financeiros. A Liesa argumentou que arcava sozinha com cerca de R$ 4 milhões para realização do evento.  Há 15 anos, os treinos faziam parte das atividades de lazer dos cariocas, sempre com entrada franca, o que garantia a lotação máxima do Sambódromo.

*Foto de capa: Irapuã Jeferson

NOSSOS ENSAIOS