Dureza! Uber deixa o Carnaval e Mocidade cancela ensaio de rua

Por Redação

A crise financeira que atinge em cheio as escolas de samba do Rio de Janeiro promete se agravar. De acordo com o vice-presidente da Mocidade Independente de Padre Miguel, Rodrigo Pacheco, a Uber informou à Liesa que não tem mais interesse em patrocinar o Carnaval 2019. A informação foi passada para os dirigentes das 14 escolas do Grupo Especial na noite desta quarta-feira, 28, durante plenária na sede da Liga Independente das Escolas de Samba.

Por causa disso, a verde e branco da Zona Oeste decidiu cancelar mais uma vez o ensaio de rua, que seria realizado neste domingo, 2, Dia Nacional do Samba. Em comunicado oficial, a escola de samba ainda revela que decidiu não participar da festa de lançamento do CD do Grupo Especial na próxima segunda-feira, 3, na Cidade do Samba, alegando que o atual cenário econômico do carnaval não é para ser celebrado.

Mocidade decidiu cancelar ensaio de rua e não irá na festa do lançamento do CD – Foto: Arquivo

“A direção da agremiação julga incoerente integrar festejos mediante tamanha indefinição sobre o repasse de verbas da Prefeitura do Rio de Janeiro para o próximo desfile. Até o presente momento, não nos foi confirmado o aporte, assim como a UBER informou à LIESA que não tem interesse em patrocinar o próximo carnaval”, diz trecho do comunicado da Mocidade.

Imagem manchada 

Um dos fatores que teriam sido decisivos para a desistência da empresa de transportes de apoiar financeiramente as escolas foi a prisão do presidente da Estação Primeira de Mangueira, que estampou manchetes dos principais veículos de comunicação no último dia 8, após o mangueirense ser um dos alvos da operação Lava-Jato.

Em outubro, Jorge Castanheira, presidente da Liga, informou que a Uber tinha sinalizado interesse em manter o repasse de R$ 500 mil para cada agremiação do Grupo Especial. O valor foi o mesmo dado para a construção dos desfiles da última temporada.

Na última semana, o Guanabara também foi anunciado como marca a deixar de patrocinar a festa, no entanto há possibilidade de outra empresa privada substituir a rede de supermercados.

Mocidade decidiu cancelar mais uma vez o ensaio de rua do próximo domingo, dia 2 – Foto: Arquivo

Leia o comunicado da Mocidade na íntegra:

“A Mocidade Independente de Padre Miguel informa que não participará da festa de lançamento do CD do Grupo Especial 2019, na próxima segunda-feira, dia 3 de dezembro. A direção da agremiação julga incoerente integrar festejos mediante tamanha indefinição sobre o repasse de verbas da Prefeitura do Rio de Janeiro para o próximo desfile. Até o presente momento, não nos foi confirmado o aporte, assim como a UBER informou à LIESA que não tem interesse em patrocinar o próximo carnaval. Em virtude do atraso na assinatura do contrato da Riotur com a LIESA, as agremiações ainda não receberam nada referente à venda de ingressos, comprometendo todo o cronograma financeiro previamente traçado. A Mocidade coloca-se ao lado dos funcionários e colaboradores que lhe prestam serviços, e neste momento passam dificuldades para prover o sustento de suas famílias. Confirmamos o cancelamento do ensaio de rua do próximo domingo, 02 de dezembro, Dia Nacional do Samba”.